Aproximadamente um mês após ser acusado de racismo e xenofobia durante uma partida ranqueada, Sébastien “Ceb” Debs foi punido pela OG, equipe que representa. O francês de 27 anos foi liberado para participar do EPICENTER Major, porém todo o dinheiro de premiação recebido pelo jogador durante o evento terá que ser doado para uma caridade de sua escolha. Além disso, ele também recebeu uma multa no valor de seu salário mensal.

Em maio, Ceb havia sido acusado de racismo e xenofobia após atacar um companheiro de equipe russo durante uma partida ranqueada, o chamando de coisas como “animal esquizofrênico russo” e “cachorro de terceiro mundo”. O incidente repercutiu tanto que Alexei “Solo” Berezin, jogador da Virtus.pro, ameaçou não jogar o EPICENTER Major se algo não fosse feito.

Em nota oficial da OG, a organização explica o processo utilizado para se chegar nessa decisão, além de deixar claro que não compactua com o que foi dito pelo jogador.

“Já fazem semanas desde que aconteceu o ocorrido envolvendo o nosso jogador Ceb. Nos ouvimos, lemos e entendemos que o que aconteceu gerou opiniões e reações diferentes. Nosso objetivo é tomar a decisão mais justa possível, já que não existe uma regra clara para ser seguida. Nós demos a chance para Sébatien se explicar. Acreditamos que ninguém é perfeito e que o jeito que uma pessoa trata seus erros mostra muito sobre ela”.

“Queremos primeiramente deixar claro que em nenhuma condição, seja em ambientes com alta pressão, partidas ranqueadas ou qualquer outra coisa, violência ou discriminação serão tolerados pela OG”.

“Queremos deixar isso bem claro: condenamos todas as palavras ofensivas que Ceb usou durante aquele jogo e tomamos ações de acordo com isso”.

“Assim que a situação surgiu, nós conversamos com Sébastien, que imediatamente declarou que queria assumir as responsabilidades pelo o que fez e que cumpriria qualquer punição que considerássemos justa. Portanto, decidimos nos reunir depois da ESL One Birmingham para dar a ele nossa decisão final”.

“Ceb é uma figura pública que pode inspirar seus seguidores, mas que também pode acabar influenciando negativamente as pessoas que o respeitam e o acompanham. Nesse sentido, ele tem responsabilidades e com responsabilidades vêm as consequências quando elas não são cumpridas”, finalizou a organização.

Além das punições dadas para Ceb, a OG ainda anunciou que está trabalhando diretamente com a Virtus.pro para tentar “melhorar e evoluir a comunidade de Dota” e que ambas as equipes estão tentando organizar um showmatch que ocorreria durante o EPICENTER Major.