O suporte Hugo “Dioud” Padioleau fez um vídeo em seu canal do Youtube explicando o seu ponto de vista sobre a derrota da Red Canids e os motivos para ele não ter jogado na semifinal.

A ausência de Dioud foi um dos assuntos mais frequentes durante a derrota da RED Canids para a Team One neste domingo (20). Você pode assistir o vídeo completo de Dioud abaixo:

Para iniciar a conversa, Dioud começa falando sobre o motivo dele não ter ido para a Suécia. Buscando um visto permanente no Brasil, Dioud precisou ficar no país resolvendo a documentação. Com a demora, acabou ficando tarde para Dioud ir para a Europa, deixando o francês fora das semanas importantes de treino.

No vídeo, o suporte explica que após voltarem do Bootcamp, os jogadores decidiram que Dioud não jogaria durante esta semifinal pois a equipe havia evoluído bastante na Suécia e estavam com um novo estilo de jogo.

O suporte explica sobre ele ter ficado de fora: “A escolha do time foi que eu não jogasse na semana de treino com eles também. A gente tinha um mínimo de 5 partidas por dia e eu pedi para jogar uma ou duas partidas. Mas o time achou que a gente não precisava disso pois isso não faria diferença.”

Foto: Riot Games

Dioud conta “Não concordei com esta decisão, mas aceitei,” e contou que após assistir as scrims ele não viu uma diferença tão grande. “O plano estava certo que Rhuckz jogaria em todos os jogos da semifinal,” e contou que ele atuaria apenas caso algo como o português passasse mal.

Campeão brasileiro pela paiN Gaming em 2015 e do primeiro split de 2017 pela RED, Dioud ficou de fora de todas as partidas da semifinal. Ele conta: “Foi uma das coisas mais complicadas que eu tive na minha carreira, ainda mais esse ano. Ver que mesmo que eu tinha essa raiva de vencer, eu estava inútil no momento. Isso me deixa muito decepcionado e triste ao mesmo tempo. Mas, eu acho também que aceitar a decisão do time de não jogar comigo e de não treinar com ele foi também uma coisa muito importante. Pois mesmo sendo muito complicado, eu consegui fazer isto com respeito.”

“Não sei se ia ser diferente, se eu jogasse ou não. Eu tinha capacidade de jogar, mas não sei se eu tinha capacidade de mudar as coisas dentro do jogo,” explica o jogador. Logo depois, Dioud fala sobre respeito:  “Eu vou pedir para vocês ter um pouco de respeito com os jogadores e também com a Staff da Red Canids. Este tipo de decisão de quem jogaria foi o time e a staff que decidiu baseado no bootcamp. Tudo isso não foi uma coisa fácil de se fazer,” O francês pediu respeito principalmente para Sacy, Rhuckz e Galfi.

No final, Dioud se abre sobre seu futuro: “O split acabou mas meu contrato ainda não. Vou ser honesto com vocês, eu quero ficar no Brasil sendo jogador ou sei lá. Eu tenho essa capacidade de ser um top jogador no Brasil, em minha role pelo menos. Não sei como vai ser.” Logo depois, o suporte falou que gosta muito da organização, Red Canids, mas que não sabe se ele irá continuar lá mas que deseja ficar no Brasil.

Leia Também: Tockers fala sobre derrota da Team One e escalação de Sacy e Rhuckz
Leia Também: Kami fala sobre vitória contra INTZ