Após definir os primeiros classificados e as primeiras equipes eliminadas de cada grupo, a ESL LA League voltou nessa quinta-feira (07), para dar fim à fase de grupos, contando com duas séries decisivas, onde o vencedor avança para as semifinais e o derrotado é eliminado.

Os vencedores da última rodada de jogos, realizada na quarta-feira (06), enfrentaram as equipes que foram derrotadas na série que classificaria para os playoffs.

Primeiro confronto do dia foi entre Detona Gaming e paiN Gaming, embate que aconteceu no primeiro dia do campeonato e a Detona se deu melhor.

O primeiro mapa foi a Inferno, onde a paiN começou na vantagem, mas a Detona se encontrou, conseguiu quebrar a economia dos contra-terroristas, e por detalhe saiu na frente por 8×7.

A segunda metade começou a favor da Detona, que encontrou rapidamente o 10° ponto no placar. A paiN ainda alcançou a vitória em algumas rodadas, mas sem conseguir vencer mais de duas rodadas em sequência, a equipe de André “tiburci0” Rossetto fechou o mapa em 16×12.

Train foi o mapa seguinte, e novamente a paiN não conseguiu encaixar seu jogo. De início, a Detona abriu 6×1 no placar. A paiN voltou a pontuar e diminuiu a vantagem, mas terminou a primeira metade atrás em 9×6.

Com Vinicius “vsm” Moreira fazendo uma partida exemplar, a Detona não perdeu nenhuma rodada, emplacou sete pontos em sequência e venceu a partida por 16×9. Com o resultado, a equipe avançou para as semifinais do torneio, enquanto a paiN foi eliminada.

A segunda série MD3 do dia foi entre Imperial Esports Sharks Esports. O primeiro mapa foi a Inferno, que começou a favor da Sharks. Com Leonardo “leo_druNky” Oliveira brilhando, a primeira metade terminou em 10×5 para os tubarões.

Com a mudança de lado, a Imperial encontrou mais três pontos, o que não foi suficiente para evitar a derrota. A Sharks realizou boas entradas no bomb e evitou os retakes dos inimigos, conseguindo vencer a partida sem grandes dificuldades em 10×8.

O último mapa foi a Train, totalmente dominado pela Sharks. Sem saber aproveitar do fato de estar como contra-terrorista, a Imperial saiu atrás por 10×5.

Após a mudança de lado, a Sharks venceu o pistol e, com melhor poder bélico, abriu vantagem no placar e rapidamente fechou o mapa por 16×6, avançando para os playoffs.