Hoje a Riot Games finalmente disponibilizou sua declaração  oficial sobre a polêmica envolvendo a organização MYM e o jogador Kori. Para aqueles que ainda não estão familiarizados com o acontecimentos, sugiro que entrem  nesse link: https://www.maisesports.com.br/polemica-no-competitivo-europeu-mym-ameaca-retirar-casa-da-mae-de-jogador/

O documento  esclarece diversos pontos importantes da situação,como por exemplo o fato de que Kori não recebeu seu salário na SHC devido ao fato de que não entregou documentos importantes relacionados a impostos ( O dinheiro deve ser entregue a ele assim que ele providenciar os documentos) ou o fato de que a organização MYM nunca atrasou os pagamentos.

A Riot games deixa bem claro que a discussão sobre termos legais do contrato dos jogadores com a organização é algo de responsabilidade das duas partes e que as duas tem de entender perfeitamente a obrigação adquirida quando assinam um contrato, entretanto,  é de igual importância para a Riot Games que o ambiente de negociação das causas legais preserve a dignidade  e o respeito. Tendo isso em mente,  mesmo com a demissão de Rotterdam  (Atitude tomada pela organização MYM), a Riot Games decidiu punir a organização com uma multa de  €5000 (5 mil euros) e  optou também pelo  banimento por tempo indeterminado de Sebastian Rotterdam de qualquer cargo de manager para equipes  da LCS.

A Riot Games também deixou bem claro que a organização MYM cooperou na investigação e tomou medidas que devem   auxiliar na transformação do ambiente em algo menos tóxico, entretanto, qualquer novo incidente   dessa natureza com a organização MYM terá como punição imediata a suspensão da organização na LCS.

O documento pode ser conferido aqui: http://na.lolesports.com/articles/investigation-marcin-%E2%80%9Ckori%E2%80%9D-wolski-and-meetyourmakers