Palco da decisão da CWL World Championship 2018, vencida pela Evil Geniuses (Foto: MLG)

A ESPN publicou, nessa quarta-feira (13), que a Activision Blizzard está oferecendo vagas na Call of Duty World League — a principal competição de Call of Duty do planeta — por um valor estimado em US$ 25 milhões para cada um dos times e investidores interessados. A reportagem, que entrou em contato com fontes próximas às negociações, relatou que a intenção é “aproximar” os moldes da CWL com a Overwatch League, criando assim uma liga baseada em franquias que representariam cidades ao redor do globo.

A previsão para o início das atividades é 2020. Ainda segundo a apuração do site, a empresa entrou em contato com os donos atuais de equipes tanto da Call of Duty World League quanto de interessados em uma expansão por parte da Overwatch League, e os responsáveis têm cerca de 14 dias para mostrar interesse para esse investimento.

Ainda em 2017, a Activision Blizzard entrou em contato com diversos investidores do mercado para fundar uma liga profissional de Overwatch e reportagens apontaram que o valor oferecido por uma vaga nessa liga era na casa dos US$ 20 milhões. Depois da temporada inaugural, a mesma ESPN relatou que o preço aos novos times interessados era entre US$ 30 a US$ 60 milhões. Em relatórios de mercado e outras reportagens, a Activision já mostrava interesse em fazer o mesmo para a franquia Call of Duty.

A Call of Duty World League voltou no final de 2018 com a chegada do novo título Call of Duty: Black Ops 4. A estreia aconteceu com o Open LAN em Las Vegas no mês de dezembro de 2018 e nos meses seguintes a liga retornou com a temporada regular e partidas semanais pela Twitch.