A FURIA eSports está classificada para as semifinais da DreamHack Rio e um dos principais responsáveis por isso foi Yuri “yuurih” Santos. Após vencer a eUnited na partida eliminatória do grupo A, os brasileiros enfrentaram a INTZ eSports no confronto que decidiu a segunda vaga para o mata-mata da competição e apresentaram uma postura completamente diferente da mostrada no primeiro dia do evento.

“Ontem a gente chegou afobado e com mentalidade de favorito no campeonato. Depois da derrota tivemos uma conversa de time, comentamos que era somente mais um torneio e combinamos de jogarmos mais tranquilos. Outra coisa que ajudou foi a mudança no formato de md1 para md3, ficamos mais tranquilos porque se perdermos o primeiro mapa ainda temos mais dois. Acho que quando estamos confiantes é muito difícil ganhar da gente”, comentou yuurih em entrevista ao Mais Esports.

ESCOLHA DOS MAPAS NA REVANCHE CONTRA A INTZ

No primeiro dia do evento, a INTZ venceu a FURIA na partida de abertura no mapa Mirage. Na revanche que decidiu a vaga para as semifinais neste sábado (20), a equipe decidiu seguir por outro caminho.

“Quem costuma vetar os confrontos é o arT, então foi ele que optou de jogar esses mapas. Ele achou melhor jogarmos Nuke, que é um mapa onde não perdemos há algum tempo, então entramos com bastante confiança. Já a Train também costumamos jogar bem e acredito que as escolhas tenham sido feitas pela mentalidade do arT”, disse o jogador.

Outra novidade vista no confronto foi a presença do mapa Vertigo entre os que sobraram após os vetos. Mesmo com o mapa não sendo necessário na série, yuurih garantiu que a FURIA está treinando para utiliza-lo no futuro.

“Com certeza veremos esse mapa no futuro da FURIA. Estamos treinando nele desde que ele foi colocado na rotação competitiva e temos bons resultados nos treinamentos. Estamos bem confiantes e podemos jogar ele a qualquer hora”, afirmou.

O CONFRONTO CONTRA A SHARKS NAS SEMIFINAIS

Com a classificação da FURIA como segunda colocada no grupo A, os brasileiros vão enfrentar seus compatriotas da Sharks, líderes do grupo B, neste domingo (21), pelas semifinais da DreamHack Rio.

Em entrevista recente ao Mais Esports, o treinador dos tubarões havia comentado que sua equipe estava acima da FURIA. Para yuurih, a afirmação é equivocada e o comentário trará um gostinho a mais para o confronto.

“Com certeza [trará um gosto a mais para o confronto]. Eu vi a entrevista que ele deu sobre esse assunto, mas acredito que ele estava falando baseado em jogos passados, afinal não enfrentamos eles há quase um ano. Acho que ele está equivocado sobre nós e acredito que os dois times são bons e que podem competir no tier 1. Vamos ver como vai ser o jogo amanhã”, completou.

O jogador ainda comentou o que acha que será necessário para vencer o confronto e avançar para a grande final.

“O essencial para mim e para o time na semifinal é chegar bem confiante e jogar sem erros. temos que jogar com a mente bem tranquila e é isso que mais precisamos. Se conseguirmos isso amanhã o jogo é nosso”, finalizou.

Yuurih e a FURIA retornam ao servidor no próximo domingo (21), pelas semifinais da DreamHack Rio para encarar a Sharks ás 10:00h.