A W7M está na grande final da quarta temporada da ESL LA League de CS:GO e um dos principais responsáveis por isso é o rifler Lucas “YJ” Yuji. Terceiro colocado da última edição do campeonato, o jogador de 23 anos chega na sua primeira decisão em lan de 2019, onde vai encarar um adversário conhecido, a DETONA Gaming.

Somente neste ano, as equipes já se enfrentaram em cinco decisões diferentes somando finais de campeonatos e de qualificatórios para torneios maiores, com a DETONA levando a melhor quatro vezes. Para YJ, o sexto confronto terá um gosto especial, principalmente por ser a primeira vez que os times jogarão contra o outro presencialmente.

“Jogar em lan é totalmente diferente do que jogar da sua casa ou gaming house. Os dez jogadores vão ficar nevosos, é normal, e acho que o time que cometer menos erros vai ganhar”, comentou YJ em entrevista ao Mais Esports.

“Todo campeonato que entramos é para vencer, infelizmente estamos batendo muito na trave e quando você fica muitas vezes em segundo lugar, você quer muito ganhar. Nossa vontade de vencer está muito grande e eu acho que se conseguirmos nos manter focados vamos ter um bom resultado”, acrescentou.

A SEMIFINAL CONTRA A DENIAL

Antes de garantir a vaga para a final da LA League, a W7M teve que passar pelos latinos da Denial Esports. No primeiro mapa da série, a equipe brasileira tomou um susto e chegou a estar perdendo por 11-6, porém manteve a calma e foi perfeita, virando o jogo e vencendo a Nuke por 16-11. Um dos principais fatores para que o comeback acontecesse foi o psicológico, explicou YJ.

“Acho que o nosso mindset se manteve o mesmo durante a partida. Começamos a tomar algumas rodadas em sequência mas sabíamos o jeito que eles estavam jogando. Pausamos o jogo, tentamos conversar, fora do game também estamos tento trabalho com psicólogo e isso vem ajudando bastante. Estávamos bem concentrados e sabíamos que a qualquer momento poderíamos virar”, comentou.

No jogo seguinte, a W7M não deu chances para a Denial em seu próprio mapa de escolha, virando de lado vencendo pelo esmagador placar de 15-0. Sem dificuldades, os brasileiros fecharam o jogo em 16-2, com uma excelente atuação de YJ.

“Eu acho que nosso time foi impecável do lado CT. Após o primeiro jogo a gente conversou, voltou para a partida pensando que estava 0-0 e reiniciamos o mindset. Entramos muito focados e sabíamos que eles [jogadores da Denial] não sabiam muita coisa sobre nós. Fizemos o nosso jogo, impomos o nosso estilo sobre eles e conseguimos fazer um bom mapa”, adicionou.

PRIMEIRA EDIÇÃO SEM VAGA PARA A PRO LEAGUE

A quarta edição da LA League teve uma importante mudança em sua premiação. Mesmo mantendo a quantidade de dinheiro distribuída entre os participantes, está será a primeira temporada da competição que não dará uma vaga para a ESL Pro League. O jogador da W7M acredita que o torneio continua com um status importante no cenário, porém perde um pouco do prestígio.

“Com certeza perde um pouco do valor. De qualquer forma ainda e um campeonato muito grande, que envolve os melhores times do Brasil e da América Latina. Só perde um pouco porque vaga para fora é vaga para fora, não tem o que discutir, mesmo achando que o prestígio continua o mesmo”, finalizou.