- Publicidade -

A WESG anunciou nesta quarta-feira (22) que as finais da etapa da região Ásia-Pacífico foram canceladas devido ao surto de coronavírus na China. A etapa seria disputada em Macau, região autônoma da China, entre os dias 16 e 18 de fevereiro.

Vírus já matou 17 pessoas. Foto: Kin Cheung/AP

O cancelamento do evento foi confirmado depois que as autoridades de saúde da China determinaram a limitação de viagens devido ao vírus que já levou a óbito 17 pessoas e infectou cerca de 500.

A organizadora ainda não se posicionou a respeito do adiamento das finais da Ásia-Pacífico. Nem novas datas e nem novo local foram informados pela WESG.

SOBRE O CORONAVÍRUS

Desconhecido da ciência até pouco tempo atrás, o coronavírus surgiu em Wuhan, China e possívelmente veio de animais aquáticos.

Os sintomas do vírus são febre, tosse, falta de ar e também dificuldade em respirar. Em alguns casos mais graves, os sintomas podem evoluir para pneumonia, síndrome respiratória aguda ou insuficiência renal.

O coronavírus, também chamado de 2019-nCoV, como é um vírus que era desconhecido da comunidade científica até então, não possui tratamento e nem vacina.

O VÍRUS NO BRASIL

No Brasil há uma suspeita do caso em Belo Horizonte, capital de Minas Gerais. Uma mulher de 35 anos que chegou da de Xangai, China, no dia 18 de janeiro apresentou sintomas compatíveis com a doença.

O Ministério da Saúde, por sua vez, afirmou em nota que “o caso noticiado pela SES/MG não se enquadra na definição de caso suspeito da Organização Mundial da Saúde (OMS)”.

A Secretaria Estadual de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) notificou a OMS que o caso brasileira era suspeito e que “precisarão seguir o curso definido até sua conclusão”.