Retirado da line-up da W7M Gaming em julho deste ano, Lucas “YJ” Yuji está vivendo um recomeço na Falkol. Acostumado a jogar os principais campeonatos do cenário nacional de Counter-Strike, o atleta de 24 anos atualmente está disputando torneios menores, como a liga de acesso ao Brasileirão do CLUTCH Circuit, porém afirma que não vê isso como um problema e sim como um aprendizado.

“É uma sensação de estar recomeçando. Lá atrás com o pessoal da W7M a gente veio do nada também com uma galera que eu sabia que ia dar certo e conseguimos ficar no topo bastante tempo. Eu acredito que estou recomeçando com essa galera nova da Falkol, eles já tinham uma base muito boa e eu entrei para agregar. Eu não vejo jogar esses campeonatos menores como um problema, tudo é um aprendizado e eu estou aprendendo muito com esse time”, comentou YJ em entrevista ao Mais Esports.

SAÍDA DA W7M E ENTRADA NA FALKOL

Parte da W7M Gaming por quase dois anos, a saída de YJ da equipe dos bulls foi uma surpresa para muitos torcedores. Após amargar um terceiro lugar na Gamers Club Masters III, o jogador recebeu a notícia de que iria para o banco de forma inesperada e admitiu que também não esperava ser colocado na reserva.

“Eu fui pego de surpresa com a reserva. A gente teve um resultado ruim na GC Masters, apesar de ter caído nas semifinais só o importava o título para a gente e aquilo deu um baque muito grande. Mas a gente tinha conversado, falado que íamos manter a line, então na minha cabeça eu ia continuar. Quando fui trabalhar na segunda recebi a notícia triste. Só que isso acontece, são coisas da nossa carreira e temos que seguir em frente”, disse.

Logo após sua saída da W7M, YJ passou a completar para a equipe da EOX Gaming e semanas depois o quinteto foi contratado pela Falkol. Jogar ao lado de novos companheiros de equipe, coisa que não acontecia há quase dois anos, está sendo uma experiência diferente.

“Esta nova etapa está sendo uma experiência diferente. Eu nunca tinha me separado do raafa, eu sempre tinha jogado a minha vida toda com ele, um irmão para mim. A palavra perfeita é diferente, estou tentando me adaptar, o pessoal do time é muito gente boa e estou bem feliz e trabalhando forte”, acrescentou.

LAN INTERNACIONAL NO MÉXICO E LUTA PELA VAGA NO BRASILEIRÃO

YJ e a Falkol agora têm pela frente um importante desafio, a Logitech G Challenge 2019, torneio internacional que acontecerá na Cidade do México no dia 25 de outubro. Este será o primeiro campeonato fora do país para o ex-W7M, que afirma que sua equipe está trabalhando pesado para se preparar.

“Nós estamos bem focados para fazer um bom trabalho no México, estamos treinando muito na nossa GH em Curitiba. Queremos chegar muito forte nas duas competições que vamos disputar e quero aproveitar ao máximo essa experiência no México porque vai ser meu primeiro evento internacional”.

Além da Logitech G Challenge, YJ também está focado em busca de uma vaga para o Brasileirão do CLUTCH Circuit. Atualmente em segundo lugar na tabela geral da liga de classificação, a Falkol tentará buscar a liderança e o acesso com a disputa da Liga Pro de outubro.

“Pode esperar a gente trabalhando muito para conseguir essa vaga no Brasileirão, esse é o nosso foco. Queremos subir de forma direta sem precisar jogar o relegation e também queremos muito fazer um bom papel lá no México porque mesmo sendo um campeonato menor nós queremos muito ganhar”, finalizou.