Em vídeo publicado pela MIBR nessa segunda-feira (15), Fernando “Fer” Alvarenga comentou em vídeo, após perder para a Astralis na semifinal da IEM Katowice, sobre a carga de jogos. O brasileiro afirmou que, com uma equipe até então nova, é preciso “de mais qualidade do que quantidade”

Ainda que tenha sido em fevereiro, essa fala representa um dos desejos dos fãs da MIBR, que creem no excesso de mapas como o fator decisivo para as péssimas campanhas recentes do time. Ter um descanso de viagens e poder estudar melhor os adversários podem ser a solução para a equipe, acreditam alguns analistas.

O Major foi a primeira grande competição da MIBR em 2019, que contava com a volta de Epitácio “TACO” Melo, João “felps” Vasconcellos e do treinador Wilton “Zews” Prado. Mesmo a partida de estreia não tendo sido satisfatória, com os brasileiros tendo sido derrotados para a Cloud9, a queda na semifinal foi um saldo positivo para a MIBR.

Após o Major, as campanhas da MIBR não agradaram o público brasileiro. Foi o caso da WESG 2018, onde os brasileiros terminaram em 5°/8° após serem derrotados para Windigo, e também da StarSeries S7, que a MIBR caiu logo no início.

Em casa, pela BLAST Pro Series São Paulo, o elenco brasileiro finalizou o torneio com derrota em todas partidas disputadas. Já na BLAST Miami, a MIBR surpreendeu e derrotou a Astralis por 16×2.  A equipe finalizou a competição com um placar de duas derrotas, um empate e duas vitórias, terminando na 3° colocação.

“Agora estamos assistindo os passos dos adversários e tentando nos adaptar para conseguir algumas novas ideias para encaixá-las no nosso jogo. Temos uma longa temporada pela frente, tivemos derrotas e vitórias, mas estamos juntos agora”, finalizou Fer.

O próximo compromisso da MIBR será pela nona temporada da ESL Pro League América. O torneio será disputado presencialmente nos Estados Unidos.