A FURIA e-Sports disputará na próxima quarta-feira (17) o minor americano, buscando a vaga para o Starladder major. No grupo B, ao lado de outras duas equipes brasileiras, a equipe está confortável para enfrentar seus conterrâneos, afirma Vinicius “VINI” Figueiredo.

“Sim, normalmente estamos bem confortáveis [para enfrentá-los], por saber lidar com o estilo de jogo dos brasileiros”, comentou o jogador, que terá a Luminosity Gaming e a INTZ e-Sports lutando pela classificação no mesmo grupo.

No início de 2019, a FURIA alcançou a vaga para a IEM Katowice, primeiro major de 2019. Desde então, os brasileiros disputaram grandes torneios internacionais. O momento da equipe, para Nicholas “guerri” Nogueira, os deixa animados perto de qualquer torneio.

“Estamos sempre animados, estamos vivendo um sonho. Vamos dar nosso máximo em todos os campeonatos, queremos ganhar tudo”, afirmou.

Embora os olhos estejam voltados para a FURIA nesse minor, guerri não se rende ao estrelismo e reconhece a dificuldade que enfrentará no torneio: “O minor é sempre muito disputado, temos que chegar bem focados em buscar essa vaga”.

Pressão

Além dos fuzis disponíveis nos servidores de CS:GO, a FURIA tem uma arma, externa ao jogo, que influencia nos resultados: a boa relação da equipe. VINI acredita que esse é um dos fatores que mais facilita a sintonia da equipe no jogo.

“Todos confiam um no outro, independente do resultado, e isso faz com que todos se sintam confortáveis durante a partida e em situações de pressão”.

Visando repetir o feito do início do ano e conseguir disputar o major, VINI acredita que a pressão entre os jogadores também é maior, agora que a equipe está entre as 10 melhores do mundo.

“Pode se dizer que sim, acho que é mais pressão interna do time de querer alcançar um melhor resultado no major”, declarou.

Para lidar com essa pressão, VINI é categórico: “Eu diria que é lidar com essas situações como se fosse qualquer outra. O jogo continua sendo o mesmo, então, é buscar aplicar meu 100% à cada round para alcançar ou não a vitoria”.

O minor americano será disputado entre os dias 17 e 21, na Alemanha. A competição dará duas vagas para o Starladder major e uma para a repescagem. Team One, LG, INTZ e Sharks também disputam a classificação ao torneio principal, ao lado da FURIA.