Um ano após ser vice campeão da Brasil Game Cup vestindo a camisa da Team Wild, Paulo “land1n” Felipe finalmente levantou o troféu da competição representando a paiN Gaming. Em uma revanche contra a W7M, a equipe do awper de 25 anos não tomou conhecimento do seu adversário e aplicou um 3 a 0, o resultado que ele e sua equipe estavam almejando.

“Estávamos querendo aplicar um 3 a 0. A série acabou sendo jogada nos nossos mapas, eles surpreenderam a gente com o pick de Vertigo porque aconteceu uma atualização ontem que mudou o mapa todo, mas já tínhamos treinado um pouco e jogamos na padrão. Nossa comunicação na série encaixou bastante e tudo de certo”, comentou land1n em entrevista ao Mais Esports.

PREPARAÇÃO PARA A FINAL E CLIMA DE REVANCHE

Líder do Brasileirão de CS:GO, campeã da GC Masters III e garantida na ESL LA League S5, a paiN estava vivendo um ótimo momento mesmo antes de entrar no palco da Brasil Game Show. Perguntado como foi a preparação para a grande decisão, land1n afirmou que sua equipe decidiu focar em treinos práticos para tentar continuar reproduzindo este sucesso recente ao invés de criar novas táticas.

“Essa semana de preparação focamos mais em treinar o prático do que criar coisa nova. O nosso coach estudou muito o jogo dos caras e focou em passar isso para a gente. Nós marcamos mais de cinco, seis mapas por dia e nosso foco foi realmente praticar”, afirmou.

Além de land1n, Vinícios “PKL” Coelho e Alef “tatazin” Pereira também faziam parte da Team Wild vice campeã da Brasil Game Cup 2018. Um ano depois, o trio que agora veste a camisa da paiN conseguiu sua revanche contra a mesma W7M, algo que estava entalado na garganta segundo o awper.

“Com certeza querer devolver o vice da uma motivação a mais. Já estávamos querendo vencer deles, ainda mais aqui na BGS porque ano passado foi bem complicado para a gente, estávamos ganhando o último mapa e eles acabaram virando. Ficou sim aquela vontade de vencer deles”, acrescentou.

ENTRADA DO HARDZAO E FUTURO DA PAIN

Tendo entrado na line-up somente em agosto, Wesley “hardzao” Lopes é hoje uma das peças mais importantes da paiN. perguntado sobre a rápida adaptação de seu novo companheiro, land1n elogiou o jogo do rifler e afirmou que ele chegou para somar.

“O hardzao é um player muito completo, ele entende muito bem o que acontece e tem um raciocínio rápido. Ele não demora para entender o que está acontecendo no jogo. A adaptação dele no time foi muito fácil e com certeza ele é um jogador que está somando muito para o nosso time”.

Campeã de tudo que disputou no segundo semestre de 2019 e atual líder do Brasileirão, não seria nenhuma surpresa ver a paiN deixando o Brasil em 2020 para competir no exterior. Para land1n, seria um sonho e uma oportunidade única poder enfrentar as melhores equipes de CS do mundo atuando fora do país.

“O que a gente mais quer é jogar contra os melhores fora do Brasil. Temos essa ideia e estamos conversando sobre essa possibilidade. Vamos continuar dando o nosso máximo nesse segundo semestre e tentar sempre trazer mais títulos”, finalizou.