- Publicidade -

Os torcedores brasileiros estavam acostumados a verem sua equipe do coração conquistar o mundo diversas vezes. Entretanto, mal sabiam os fãs, na época, que a era brasileira no CS:GO estava por ser superada e a ESL Pro League foi o último título importante dos brasileiros na modalidade.

SK campeã da ESL Pro League. Foto: Helena Kristiansson/ESL

O ano de 2017 foi especial para a SK que, apesar de algumas reformulações, foi campeã sete vezes. O ano campeão culminou no título da ESL Pro League, que foi o último respiro dos brasileiros em competições importantes da modalidade.

É importante falar que a ESL Pro League não foi o último título de uma equipe no CS:GO, mas foi o último torneio importante que os brasileiros, em qualquer organização, venceram. Desde lá, principalmente no ano de 2019, a MIBR, antiga SK, acumula frustrações e mal desempenho nos campeonatos que disputara.

A equipe não ficou sem levantar o troféu depois disso. Após as finais da ESL Pro League, em dezembro de 2017, os brasileiros ainda foram campeões mais três vezes e, aí sim, os títulos pararam de chegar às mãos de FalleN e companhia.

Os títulos posteriores conquistado foram a Adrenaline Cyber League 2018, Moche XL Esports 2018 com a SK. Já na MIBR, a equipe conquistou o ZOTAC Cup Masters 2018. Nenhum dos campeonatos citados têm o mesmo peso da ESL Pro League.

A JORNADA ATÉ O TÍTULO DA ESL PRO LEAGUE SEASON 6

A SK estava no Grupo B da competição e sua campanha na fase de grupos foi muito boa. Com quatro vitórias e apenas uma derrota, a equipe de Gabriel “FalleN” Toledo se classificou com facilidade e, devido a sua colocação, foi direto à semifinal do campeonato.

Na semifinal, os brasileiros atropelaram a Misfits, de Sean “seang@res” Gares, por dois a zero. Sem piedade, a SK venceu por 16-6 na Cobblestone e 16-1 na Overpass e classificou-se à final para enfrentar a FaZe, considera o Dream Team do CS:GO na época.

A final também foi tranquila para os brasileiros. Em uma partida MD5, a SK venceu por três a um e sagrou-se campeã da ESL Pro League. A FaZe começou na frente ao vencer a Inferno por 16-13, mas a partir do segundo mapa só deu Brasil: 16-11 na Overpass, 16-9 na Mirage e 19-16 na Train.