Maxcel “maxcel” Rocha parece ter se encontrado na Team Reapers. O jogador de 23 anos chegou ao time em abril de 2019 e em pouco mais de dois meses já ajudou os ceifadores a chegarem em um novo patamar. Desde sua entrada no quinteto, a equipe foi campeã da Liga Pro de junho, ficou a dois jogos do minor de Berlim e garantiu a última vaga para o principal torneio do calendário brasileiro, a Gamers Club Masters III.

“Nosso time está numa evolução muito boa, nós temos uma equipe técnica muito dedicada, que faz análises de treinos e campeonatos além do individual, nos deixando o mais preparado possível para cada jogo”, comentou o jogador em entrevista ao Mais Esports.

ANTES DA REAPERS, UM 2019 MOVIMENTADO

Maxcel vem vivendo uma montanha russa de emoções em 2019. Antes de juntar a Reapers, o jogador passou somente nesse ano por outras duas equipes, paiN Gaming e RED Canids. Na primeira, acabou sendo substituído por Arthur “f4stzin” Schmitt menos de dois meses após sua entrada, enquanto na segunda, deixou a escalação da matilha depois de apenas oito dias.

“Eu entrei na paiN para fazer uma função diferente da minha. Deixei de jogar como AWP para jogar em um bombsite sozinho como rifler. Eles estavam procurando um jogador mais agressivo e o f4stzin encaixava melhor. Na RED, foi uma escolha minha não continuar mais no time”, afirmou.

A GC MASTERS III

Esta não será a primeira vez que maxcel participará de uma Gamers Club Masters. O jogador estava presente na edição de 2018 vestindo a camisa da FURIA Academy, porém acabou terminando em 5° lugar. Vivendo um momento completamente diferente do ano passando, max crê que a equipe da Reapers é mais focada e que esse é o diferencial para ir mais longe.

“Com certeza o foco aqui na Reapers é muito maior [do que na FURIA Academy]. Eu acredito que a carga horária de treinos seja o dobro. Para chegarmos mais longe do que no ano passado acredito que precisamos entrar mais focados e errar menos”, acrescentou.

Uma novidade para esta edição da GC Masters foi a mudança no formato, que agora conta com dois grupos com três participantes, onde dois avançam para o mata-mata.

Mesmo elogiando o novo modelo, max acredita que outra mudança não foi tão benéfica para os jogadores. A Gamers Club acabou retirando a premiação das etapas mensais para aumentar o valor da GC Masters e da tabela semestral.

“O modelo novo da Gamers Club Masters ficou melhor, agora o time que perder o primeiro jogo ainda tem chances de ser campeão. Sobre o fim das premiações, com toda certeza [as etapas mensais] perderam o valor, a premiação dava de certa forma uma ajuda para os jogadores”, comentou.

Perguntado sobre o que a Team Reapers precisa fazer para sair de Sorocaba com o troféu de campeão, maxcel afirmou que se sua equipe conseguir impor seu estilo de jogo, a taça voltará com eles para casa.

“Estamos muito confiantes, quando entramos no servidor somos o time que mais tem vontade de vencer e acreditamos até o último round. Acredito que conseguindo colocar nosso estilo de jogo e impor o ritmo, vamos surpreender bastante e sair de Sorocaba como campões da GC Masters III”, finalizou.