kscerato, da FURIA, durante o primeiro dia de DreamHack Open Rio (Foto: Alex Maxwsell/DreamHack)

A FURIA eSpors terá uma chance de se redimir contra a INTZ. Isso porque a equipe venceu a eUnited e se classificou para o jogo decisivo do Grupo A da DreamHack Open Rio.

Os brasileiros fizeram 2 a 0, com 16-13 na Inferno e 16-8 na Nuke. Com a vitória, a equipe enfrentará a INTZ às 16h, valendo vaga na semifinal.

Derrotada, a eUnited deixa a competição na 7-8ª posição e faturou apenas US$ 2 mil.

O JOGO

Mapa de escolha da eUnited, a Inferno começou com três pontos para os norte-americanos. A FURIA entrou no jogo no quarto round e passou a dominar a primeira metade, virando o placar em 5-3.

A eUnited tentou responder com uma execução, mas não conseguiu quebrar o ritmo dos brasileiros – que terminaram a primeira etapa na frente por 10-5.

Como terrorista, Anthony “vanity” Malaspina e seus companheiros começaram diminuindo a distância para 10-9. A FURIA respondeu com quatro pontos consecutivos, consolidando a vantagem e encaminhando a vitória – que veio por 16-13.

Na Nuke, os brasileiros tiveram uma primeira etapa complicada. Começando como terrorista, lado tido como desvantajoso no mapa, os brasileiros abriram 3-1. Na sequência, a eUnited conseguiu uma boa defesa e virou o jogo em 5-3.

Antes do fim da primeira etapa, a FURIA conseguiu retomar a frente e fechou a etapa em 8-7.

Como CT, os brasileiros não deram chance para o azar, vencendo os seis primeiros rounds e abrindo 14-8. A eUnited venceu um ponto como terrorista, mas não foi o suficiente para frear os brasileiros – que venceram por 16-8.