Robin “Fifflaren” Johansson, ex-jogador da Ninjas in Pyjamas, afirmou na última terça-feira (23) que a organização sueca praticava ações abusivas contra seus jogadores no tempo em que representou a equipe. O hoje analista acusou a NiP de não repassar o dinheiro das premiações para os jogadores, além de estabelecer termos de contratos injustos entre outras coisas.

Durante o programa do jornalista britânico Richard Lewis, onde foram feitas as acusações, o ex-jogador da NiP afirmou que terminou 2013 com apenas 3 mil dólares em sua conta bancária, sendo que a organização havia vencido a grande maioria dos torneios naquele ano. Somente em 2013, a Ninjas in Pyjamas acumulou mais de 220 mil dólares de premiação.

Fifflaren ainda relembrou uma ocasião onde o CEO da equipe na época, Niklas Fischier, pegou o dinheiro da organização para viajar à Tailândia. Os abusos também aconteciam em questões pessoais, tendo em vista que os jogadores deveriam assinar um termo em escrito pedindo permissão para ter uma namorada, pois a organização temia que seus jogadores perdessem o foco.

EX-JOGADORES SE PRONUNCIAM

Após a entrevista, alguns ex-jogadores da Ninjas in Pyjamas também se pronunciaram sobre o assunto. Em um tweet, Mikail “Maikelele” Bill comentou que logo depois da DreamHack Winter major 2014, onde a NiP ficou em segundo lugar e faturou 50 mil dólares, o CEO da organização afirmou que o sueco não deveria ganhar a mesma quantidade de dinheiro da venda de adesivos do time por ele ser o novato do quinteto.

Já Richard “Xizt” Landström, que atuou pela Ninjas in Pyjamas entre 2012 e 2018, disse que está apoiando Fifflarren em 100% do que foi dito e ainda comentou que sua saída da NiP não foi tratada da maneira correta.

Outro antigo membro da NiP, Adam “friberg” Friberg foi mais um a apoiar seu ex-companheiro. O atual jogador da Heroic também afirmou que muitas coisas sobre as condutas abusivas da organização sueca ainda não foram reveladas.

PRESSÃO EM CIMA DE GET_RIGHT

Ainda durante a entrevista, Fifflraren acusou a Ninjas in Pyjamas de estar pressionando Christopher “GeT_RiGhT” Alesund, seu ex-companheiro de time que ainda segue como jogador da NiP, a se aposentar. O analista também deixou uma mensagem para o sueco, falando para que ele deixe a organização.

“GeT_RiGhT me ouça. Deixe o time, você nem é velho ainda, esse time te ferrou. Não me leve a mal, mas na minha opinião, os outros dois jogadores que saíram do time hoje estão muito mais felizes. Você não deve nada a NiP, eles que te devem tudo”.

A RESPOSTA DA NINJAS IN PYJAMAS

Dias após a entrevista, a Ninjas in Pyjamas soltou uma nota oficial respondendo as acusações de Fifflaren. Nela, a organização diz que conversou com diversos funcionários e ex-jogadores para tentar entender melhor a situação e também afirmou que desde 2016, quando houve a troca de administração, pagou corretamente todos os seus jogadores.

“Nos últimos dias, nossa organização vem conversando com funcionários e ex-jogadores sobre suas relações com a NiP durante 2013 e 2016”.

“Como administradores da Ninjas in Pyjamas, nós sentimos que para sermos o tipo de organização que queremos ser seguindo adiante, é importante que sejamos críticos em relação ao nosso passado. Como uma gestão relativamente nova na NiP – gerenciando a organização e seus jogadores desde 2016 – nós dedicamos todo o nosso tempo e energia para reerguer a organização de seu período turbulento e de sua má administração.

A Ninjas in Pyjamas ainda afirmou na nota oficial que pagou tudo o que devia a Fifflaren.

“A organização se despediu de Fifflaren em 2014 e nós fechamos um acordo financeiro com o jogador no dia 20 de setembro de 2016, quatro dias após recebermos suas mensagens. Nossa administração atual trabalhou com ele durante seu tempo na Twitch e também ofereceu para que ele retornasse para trabalhar na Ninjas in Pyjamas em 2017”.