- Publicidade -

A ESL, DreamHack e a Associação dos Jogadores Profissionais de CS:GO (CSPPA) anunciaram nesta quinta-feira (16) uma parceria que estabelece uma estrutura mínima de trabalho para a participação dos atletas na ESL Pro Tour.

A CSPPA atuará como uma representante dos seus associados no que diz respeito as condições de trabalho apresentadas pelos próprios jogadores à organização dos campeonatos. A Associação também irá eleger um representante para o Conselho de Jogadores da ESL Pro League e ajudará nas questões relacionadas à organização da liga.

Além de participar da organização das competições, a CSPPA também terá participação nas receitas, na definição de direitos e deveres dos atletas nos torneios em lan e também irão ajudar na construção do calendário competitivo da ESL Pro Tour.

Atualmente, por parte das organizadoras de torneios, o padrão é arcar com as viagens, acomodações para sete integrantes das organizações, salas para treinos. Além disso é acordado também uma distância máxima entre a acomodação dos jogadores e o local dos playoffs do campeonato em questão e também o próprio palco onde serão disputadas as partidas decisivas. A DreamHack e a ESL se comprometeram, em nota divulgada no seu site, em manter o padrão previamente estabelecido.

Segundo a nota de divulgação do acordo, este é o primeiro do tipo realizado nos esports e tem como base os acordos firmados no âmbito dos esportes tradicionais. A ESL afirma que o acordo é um “marco na maturação e crescimento do ecossistema do CS:GO”.

O CEO da CSPPA, Mads Øland, no comunicado divulgado nesta quinta-feira, afirma que as condições de trabalho dos jogadores profissionais é uma prioridade para a organização. Segundo Øland, o “acordo estabelece a melhor base possível para trabalharmos juntos para elevar o CS:GO profissional em benefício de todos os envolvidos e para que os jogadores apresentem um desempenho que atenda aos mais altos padrões exigidos pela comunidade global”.

Para Ulrich Shulze, vice-presidente de produtos da ESL, a “parceria é um marco importante e um grande passo em direção ao futuro do cenário”.

O acordo, segundo o comunicado, entra em vigor imediatamente e o primeiro torneio que será contemplado pela parceria é a IEM Katowice 2020.