Uma das maiores jogadoras do cenário feminino de Counter-Strike: Global Offensive está sem time. Camila “cAmyy” Natale não faz mais parte do elenco da paiN Gaming há um mês, e até então, não defende nenhum time. Focada nas streams, cAmyy diz estar frustrada com os acontecimentos, mas que não deseja parar com o competitivo.

Durante o “voice_enable” – programa semanal de entrevistas ao vivo do Mais Esports -, a awper afirmou “eu hoje sou uma pessoa frustrada nesse cenário”. Ela vinha defendendo a paiN desde fevereiro, mas atuava com o mesmo elenco há mais de dois anos.

“Eu sempre fiz stream, mesmo estando em time, porque eu gosto. Atualmente, é o que me sustenta. Não estou jogando o competitivo porque não sei se estou preparada para começar tudo de novo. Estou há muito tempo em um time que já conheço as meninas, é uma mudança que ainda não sei se eu quero”, afirmou a jogadora.

No primeiro semestre de 2018, cAmyy também havia ficado um período longe do competitivo, quando saiu da Keyd Stars – organização que contava com o mesmo elenco da paiN. Embora sejam situações parecidas, cAmyy analisa os acontecimentos com outros olhos.

“No ano passado eu saí também, fiquei parada, mas porque eu sabia que eu iria voltar para aquele time. Da forma que foi, foi estranha, eu tinha a sensação de que iria voltar. Então, não me encaixei em nenhum time, não quis. Mas agora, me sinto um pouco frustrada, porque já aconteceu duas vezes, da mesma forma, sem tentar resolver”.

Ainda assim, o atual desejo de cAmyy é continuar no cenário competitivo. “Eu fico só frustrada por ter que começar tudo de novo, mas em nenhum momento eu falei que iria pendurar o mouse. Não é a minha intenção por enquanto”, concluiu.