No último domingo (4), a ESL BPL chegou ao fim. Com a Bulldozer e-Sports tendo dominado a série, a Redemption viu a possibilidade de ser campeã invicta escapar. Após a derrota, o treinador da RDP, Carlos “CeV” Picinato afirmou que “não pesou tanto jogar em LAN”.

Embora a RDP não tendo perdido nenhuma partida durante a fase regular – disputada online -, CeV voltou a afirmar que jogar no estúdio não foi crucial para a derrota.

“Nós viemos de uma LAN recente, com estrutura maior, apesar daqui ser melhor que a anterior (DreamHack Rio)”. Não conseguimos botar o foco que precisávamos para vencer a competição”.

Na DH Rio, a RDP foi eliminada após perder duas partidas em sequência. A primeira, MD1 contra Sharks, foi disputada. No dia seguinte, contra a W7M em uma MD3, a Redemption foi mais apática, tendo sofrido até um 16×0 e saiu do torneio com a série finalizada pelo placar adverso de 2-0.

Por mais que os resultados não tenham sido positivos, CeV acredita que o torneio “com certeza ajudou. O time conseguiu entrar um pouco melhor, conseguiu se ambientar bem. Mas, muda o adversário e eles jogaram mais”.

Ida para a LA League

Mesmo saindo derrotada, a Redemption garantiu a vaga na ESL LA League ao disputar a final da BPL. A “Libertadores do CS:GO” conta com grandes equipes e será mais uma chance da RDP surpreender e arrumar um espaço entre os maiores times da América Latina.

Com essa derrota, a necessidade é de “resetar e voltar ao foco. Com a LA League começando do zero, vamos tentar dar o nosso melhor nela também”, contou o treinador.

Na última segunda-feira (6), a Redemption disputou sua primeira partida pela LA League. Contra a INFLAMES, TAG que os ex-jogadores da Imperial vêm representando, foram derrotados por 16×8.