A INTZ ficou em quarto no último Minor que disputou. No classificatório à IEM Katowice 2019, os Intrépidos foram eliminador pelos compatriotas da FURIA e ficaram a apenas uma vitória da repescagem. No qualificatório que vale vaga à StarLadder Major, a equipe quer ir além do que foi no passado e conquistar o direito de disputar a maior competição do Counter-Strike: Global Offensive.

O Mais Esports conversou com o treinador Alessandro “Apoka” Marcucci sobre a participação da INTZ, que busca uma posição melhor do que no último Minor, onde ficou em quarto lugar.

Alessandro “Apoka” Marcucci durante a ESL One Belo Horizonte. Foto: Reprodução/Felipe Guerra

“Vamos para o Minor para buscar a vaga e qualquer resultado diferente não nos interessa”.

Assim que Apoka começou a entrevista, quando lhe foi perguntado sobre o que os torcedores podem esperar da INTZ para a disputa do Minor.

PREPARAÇÃO DA INTZ PARA O MINOR

Sobre a preparação para o campeonato, Apoka citou problemas de atraso com o passaporte de Marcelo “chelo” Cespedes. Não há motivos para os torcedores se preocuparem, já que o contratempo foi logo solucionado. “O problema de passaporte do Chelo atrasou um pouco, mas assim que ele chegou temos treinado muito forte, sabendo dividir melhor parte prática, tática e mental”, disse.

O treinador também falou que os treinos foram produtivos e que só falta colocar o que foi preparado em prática. “Diminuímos um pouco o número de mapas treinados por semana e aumentamos os horários de reviews e correções. Acho que a qualidade dos treinos foi boa e agora precisamos colocar em prática”, falou.

Apoka acredita que a disputa com equipes que já estão acostumados a enfrentar não será um problema e afirma que quem sairá melhor no confronto será o time que estabelecer seu jogo. “Acredito que é indiferente [jogar contra essas equipes], porque todos se conhecem muito bem e no momento do jogo se sairá melhor quem conseguir impor e se adaptar”, afirmou.

OS ADVERSÁRIOS DA INTZ

Na disputa pela vaga no Major, duas equipe que ocupam o top 10 do ranking mundial estarão presentes: NRG e FURIA. Apesar disso, Apoka acredita que o equilíbrio das equipes é maior e que, apesar dessas serem as favoritas, qualquer um pode beliscar uma vaga.

“O Counter-Strike hoje está muito equilibrado. Perdemos a final da ECS NA para a
FURIA por 2-1, eles se classificaram e depois chegaram na final da fase mundial. Cito isso para dizer que apesar de FURIA e NRG serem as favoritas, todos os times são muito fortes”.

O treinador também acredita que a equipe tem potencial para alcançar a primeira colocação apesar de equipes mais bem colocadas no ranking estarem na competição.

“Temos sim [potencial] e iremos buscar isso!”, cravou.

OS BRASILEIROS NO MINOR

Das oito equipes que disputarão o Minor, cinco são brasileiras. Apoka também falou sobre a invasão dos brasileiros na competição e o que esse momento representa. “O nível do Counter-Strike nacional está crescendo a cada semestre e também empolga mais os times e jogadores brasileiros a continuarem na batalha”, falou.

Sobre pontos nos quais a equipe precisa melhorar para alçar voos mais altos, o treinador fala que a imposição da INTZ dentro do servidor é uma questão que é essencial refinar para um melhor jogo em equipe. “Eu acredito que conseguir se impor dentro das partidas oficiais, manter uma constante maior e se adaptar mais rápido”, afirmou.

A COBRANÇA DE RESULTADOS DA INTZ

A INTZ como uma das principais equipes do Counter-Strike nacional é cobrada constantemente por seus torcedores que estão torcendo por resultados melhores, títulos e boas apresentações.

Segundo Apoka, a pressão é condizente com a esperança que os adeptos têm na equipe e que única maneira da pressão abaixar é “ganhando!”. “Quando a torcida espera mais do time isso significa também que ela acredita que somos bons e está na hora de um bom resultado de verdade para eles”, completou.

O Minor será realizado entre os dias 17 e 21 de julho, em Berlin, Alemanha. Com oito equipes no total, a competição da vaga direto ao Major para o primeiro e segundo colocados. O terceiro irá à repescagem junto com as demais regiões.