Time de League of Legends do Flamengo disputando a final do CBLoL 2018, maior campeonato da modalidade, em seu primeiro ano de esport (Foto: Reprodução/Riot Games Brasil)

A tragédia que deixou 10 mortos no Ninho do Urubu, centro de treinamento do Flamengo, também chocou o mundo dos esports. Horas após o incêndio no CT na capital carioca, organizações, jogadores e entidades envolvidas no esporte eletrônico usaram as redes sociais para prestar solidariedade ao Rubro-Negro.

“Acordei em choque com o acontecimento no CT do Flamengo. Que Deus conforte as famílias que sofreram com essa tragédia”, escreveu Felipe “brTT” Gonçalves, principal nome do Flamengo eSports.

João “Marf” Piola, midlaner da Team One, mandou forças para as famílias e também falou sobre a pouca idade dos jogadores: “Pensar que a rapaziada só estava correndo atrás do sonho deles. Eram muito jovens. Com certeza é bem triste”.

Seguindo a postura dos outros perfis da instituição, o Fla eSports compartilhou uma imagem do perfil oficial afirmando que “O Flamengo está de luto”.

Companheiras do Rubro-Negro no CBLoL, Uppercut Esports, INTZ eSports, KaBuM e-Sports e CNB e-Sports Club foram outras organizações que se manifestaram. Santos e-Sports, Team One eSports, Falkol e paiN Gaming também prestaram sua solidariedade.

O mundo do League of Legends não foi o único a falar publicamente sobre a tragédia. Enraizadas no Counter-Strike: Global Offensive, Gamers Club, Esportal, Imperial e-Sports e DETONA Gaming deixaram suas condolências

Única escalação rubro-negra atuante nos esports, a equipe de League of Legends tem dois compromissos neste final de semana no CBLoL: enfrenta a ProGaming às 14h do sábado e a Uppercut Esports às 15h do domingo.  Em contato com a reportagem, a assessoria da Riot Games afirmou que “não tem informação de mudança dos jogos”.