Um grande grupo de proprietários de clubes da LCS teriam escrito para Riot descrevendo o que eles vêem como grandes problemas com a organização do League of Legends no competitivo.

A carta, divulgada pelo site de notícias Slingshot Esports, é assinada por representantes de 18 clubes da LCS, principal competição de League of Legends da América do Norte e da Europa e endereçada a aos dois fundadores da desenvolvedora, Marc Merrill e Brandon Beck, e aos diretores de e-sports Whalen Roselle, Jarred Kennedy e Jason Yeh.

Os proprietários estabeleceram uma lista de seis problemas com o atual sistema da LCS, todos relacionados com a perspectiva de rebaixamento e compensação financeira insuficiente. Os problemas também incluem instabilidade para os jogadores, interesse reduzido no investimento e um “enfraquecimento da relação entre fãs e LCS”.

A carta também apresenta pontos que os donos de equipes não entendem em relação aos planos atuais da Riot sobre uma série de questões, incluindo o rebaixamento e as franquias.

A Riot diz não estar “certo de que as atuais equipes de NA sejam parceiros adequados a longo prazo”. A desenvolvedora do jogo também diz não estar considerando mudanças no atual acordo de rebaixamento até que a “afiliação à filiação (Charter Membership)” seja instalada – o que significa não antes de 2018 na América do Norte e 2019 em Europa.

As equipes também fazem uma série de propostas para Riot na carta, incluindo uma moratória sobre o rebaixamento em 2017 e uma taxa de licenciamento anual de $ 700.000 / € 700.000 para as equipes. Em troca, as equipes garantiriam aos seus jogadores um salário de US $ 100.000 na América do Norte.

Nem Riot Games nem nenhuma equipe ainda confirmou a veracidade da carta.