- Publicidade -

Um bug ocasionado pela Taliyah resultou em uma situação atípica neste domingo (17), na LCS NA 2018. Echo Fox e Clutch Gaming se enfrentaram na competição, porém a Fox teve a vitória decretada mesmo sem a finalização da partida, chamada de “Vitória premiada“.

As equipes se enfrentaram na penúltima série do dia, quando aos 32:26 minutos o jogo foi pausado por problemas técnicos, em que jogadores de ambas as equipes foram desconectados da partida. Após averiguar a situação, a Riot Games decidiu dar a vitória para a Echo Fox, já que não era possível usar a ferramenta ‘Chronobreak‘, que torna possível com que se “volte no tempo” na partida, escolhendo um momento onde o bug em questão ainda não havia ocorrido. A empresa usou a seção 13.1 do manual de regras da LCS, onde especifica as regras para a “Vitória premiada”. Entenda como funciona o ‘Chronobreak” aqui.

  • 13.1 – No caso de uma dificuldade técnica que leve os oficiais da liga a declarar um ‘remake”, os oficiais da liga podem, em vez disso, conceder uma vitória no jogo a uma equipe. Se um jogo foi jogado por mais de 20 minutos no relógio do jogo (00:20:00), a seu exclusivo critério, podem determinar que uma equipe não pode evitar a derrota um grau de certeza razoável. Os oficiais da liga podem, mas não são obrigados a usar qualquer um ou todos os critérios a seguir na determinação de que uma equipe não pode mais evitar a derrota com um grau razoável de certeza.
  • Diferença de ouro. A diferença de ouro entre as equipes é mais de 33%.Diferencial de torre restante.
  • Diferença entre Torres. A diferença no número de torres restantes entre as equipes é mais de sete (7).
  • Diferencial dos Inibidores restantes. A diferença no número de os inibidores permanentes entre as equipes são mais de dois (2).
  • Diferenca das torres de Nexus restantes. A diferença no número de torres de nexo remanescentes entre as equipes é dois (2).
  • Diferença de jogadores ainda vivos. A diferença no player ao vivo personagens entre as equipes é de pelo menos quatro (4), com o restante cronômetros da morte em todos os jogadores mortos sendo pelo menos quarenta (40) segundos ou superior.
  • Direto para cima GG. No momento da dificuldade técnica, não há cenário que na opinião dos oficiais da liga, poderia resultar em qualquer outra coisa do que a vitória de uma equipe (por exemplo, aos 45 minutos uma equipe sofre um ACE e o ADC e jungler no time adversário tem uma onda de minions e estão correndo para a base adversária).

Na partida em questão, a Echo Fox já havia destruído sete torres e ainda não havia perdido nenhuma. A equipe também já havia destruído um inibidor, tinha uma vantagem de mais de 10 mil de ouro além do controle dos quatro dragões elementais da partida. Tais circunstancias levaram a Riot decidir dar a vitória para a Echo Fox, como explicado em seu Twitter oficial:

A Clutch Gaming e seus jogadores acabaram não se pronunciando sobre o ocorrido. A comunidade acabou criando uma discussão sobre o quão “justo” foi a decisão da empresa, onde muitos defendiam que um Remake na partida poderia prejudicar a Echo Fox e mudar completamente o resultado que se era esperado, já que a equipe já tinha criado uma vantagem muito grande na partida. Por outro lado, também se discutia as chances da Clutch Gaming conseguir uma reviravolta na partida, mesmo com uma grande desvantagem.

É valido ressaltar que após essa partida, a campeã Taliyah foi desabilitada até que seja descoberto o motivo do problema. Você pode ver o replay da partida até o momento do bug (aos 39:50 do vídeo) aqui.

Acompanhe a cobertura completa da LCS NA 2018 aqui no Mais e-Sports.