- Publicidade -

Após a derrota da Red Canids para a Dire Wolves, a equipe brasileira ficou sem chances de classificação no MSI 2017. O time ainda precisou jogar uma partida contra a SuperMassive e a Red terminou sua participação na competição internacional com uma vitória em cima dos turcos.

Conversamos com o jungler Carlos “Nappon” Rucker, o ADC Felipe “brTT” Gonçalves e o mid laner Felipe “Yoda” noronha sobre a campanha da Red Canids neste MSI 2017.

Nappon começou na coletiva comentando sobre a derrota para a Dire Wolves: “É questão da nossa sincronia mesmo, não conseguimos impor nossa composição, tomamos muitos pickoffs.” Logo depois, o ADC brTT  também falou um pouco sobre o jogo a partida definitiva: “Aquele jogo não poderia chegar tão late game. É… Tivemos alguns problemas no early game, muitos pickoffs que fizeram com que o jogo atrasasse bastante e chegasse no late game. A gente tinha a win condition da Fiora e etc, mas era muito difícil, eles tinham o ultimate do Ryze para engage e desengage a hora que quisessem.”

Foto: Riot Games Brasil

Foi perguntado ao jungler qual seria o principal motivo para a derrota da Red para a Dire Wolves. “A gente deu o nosso melhor, eu creio que apontar alguma coisa bem específica que deu errado foi o jogo. Não conseguimos jogar o que precisava nesses determinados jogos (contra SuperMassive e Dire Wolves) e talvez por questão de Draft, talvez algumas ações dentro do jogo, realmente faltou um pouco no jogo da gente.

Nappon comentou também sobre a torcida. Ele descarta uma pressão negativa “Só deu força para a gente, principalmente para mim, me senti muito a vontade em jogar na frente deles.”

Logo depois, o assunto colocado em pauta foi sobre a atuação de Yoda. O mid laner foi punido e precisou ficar de fora nos 3 primeiro jogos da Red Canids. Yoda só atuou na última partida contra a SuperMassive. “Acredito que não, tínhamos um plano bem traçado e decidimos o melhor pro time que era não colocar ele.” Afirma Nappon.

Yoda também comentou: “A gente nunca pode saber o que vai acontecer. Eu poderia ter entrado no jogo e ganhado ou eu poderia ter ido pior. É muito difícil falar disso. Independente de quem jogue, a Red Canids é uma só. Quando a Red perdeu mesmo comigo na punição e não podendo jogar eu perdi também e quando eu venci junto com a Red o Tockers também ganhou. Eu penso desta maneira. Foi muito bom, queria muito jogar. Estava muito triste, entrei chorando no palco, mas ao mesmo tempo entrei determinado e feliz. Eu fui meio egoísta, pensando assim, eu falei ‘Cara deixa pra lá isso, que a gente perdeu. Agora é o meu sonho e quero dar o melhor aqui.‘ Utilizei isso para motivar eles que estavam muito abalados.”

Depois o mid laner fala sobre a tristeza que os jogadores estão sentido: “É muito frustante porque a gente sabe que nós tínhamos total capacidade de ganhar. A gente treinou contra os times, a gente tinha mostrado pra todo mundo que a gente podia ganhar. Eu tenho certeza absoluta que o Brasil tinha total capacidade de chegar e jogar contra a TSM de igual para a igual e ainda acabar indo pro Rio vencendo na repescagem.”

Nappon completa: “A gente está bem triste com o resultado, queríamos mais do que nunca vencer. Dou muito valor agora pelo que o Yoda fez [animar os outros jogadores da Red antes do último jogo] porque se não fosse isso a gente acabaria tomando um stomp.”

Yoda volta a comentar sobre a sua punição e revela pedido de desculpa aos jogadores da Red Canids: “Já me desculpei com meu time sobre os três jogos que eu tomei de punição. Eu não sabia se eu ia jogar ou não mas mesmo assim acabou prejudicando e pedi desculpa pra eles.”

Foto: Riot Games Brasil

brTT voltou a falar novamente. Um dos jornalistas comentou que algumas pessoas falavam que a Red não seria a melhor representante brasileira e que a Keyd teria ido melhor. Ele responde: “O time que vencer o CBLOL é o time que merece e está mais capacitado para representar o Brasil. Ainda mais depois de uma final daquela alguém falar isso é uma piada.

O ADC também falou sobre a tristeza da derrota e como tentou arrancar forças para o sexto jogo da Red Canids na competição: “Sentimento bem amargo. Eu sai desta última vitória nem um pouco feliz. Eu diria que tirei forças para fazer um jogo bonito por causa de todo mundo que está acompanhando, de toda a comunidade brasileira. Para finalizar isso de um jeito bonito pelo menos. Lógico que não estou nenhum pouco feliz, estou muito mal, devo passar um tempo bem mal por essa derrota.”

Um dos jornalistas perguntou ao ADC o que a Red Canids significa para brTT e ele finalizou a coletiva respondendo: “Eles me acolheram de uma maneira que nenhum time jamais me acolheu hoje. É uma irmandade absurda. Este eu realmente posso falar que é realmente a minha família, todos ali são meus irmãos. Todos são amigos, então, eu diria que representa muito pra mim [Red Canids].