Um dos representantes do Brasil no All-Star 2018, o atirador tetracampeão Felipe “brTT” Gonçalves conversou com o Mais e-Sports sobre o evento sediado em Las Vegas e o seu novo parceiro de rota, o sul-coreano  Han “Luci” Chang-hoon. Confira:

Mais um All-Star que você participa, como está sendo a experiência. Essa edição está sendo mais divertida?

brTT: Está sim, nos outros a galera enxergava mais como um campeonato, algo mais sério, nesse eles (organizadores) deixaram mais claro que é um evento de celebração, tá mais tranquilo e divertido.

Vocês estão competindo de forma mais leve e assim o pessoal interage mais. Você tá conseguindo conhecer algum jogador que não conhecia? Como está sendo?

brTT: Geralmente converso mais com os jogadores que tenho mais contato, muito bom poder ver o Bang, quem eu converso bastante pelo Twitter, poder conhecê-lo pessoalmente é sensacional, ele é muito gente boa e o Doublelift também, é outro cara muito maneiro, parem de hatear ele aí (risos)

No MSI eu perguntei ao Bang se ele conhecia algum jogador brasileiro e ele respondeu “brTT”. Todo mundo é fã dele, você também?

brTT: Claro, sempre o assisti jogar para tentar aprender algo e ser ‘amigo’ dele, bater um papo pessoalmente, é sensacional.

Você e a Caju estão aqui em Las Vegas, tem chances de rolar um casamento? Conseguiram aproveitar a cidade?

brTT: Se dependesse de mim, eu casava aqui mesmo. Mas sabe como é a Caju, ela quer uma festança, cerimônia, aí não dá (risos). A gente saiu um pouco só que mais para os cassinos mesmo, até porque não tivemos tanto tempo livre, mas vamos ficar uns dias depois do fim do evento e então poderemos sair mais. Eu estou acordando muito cedo aqui e no fim do dia já estou exausto, mas deu para ver que a cidade é sensacional, igual nos filmes mesmo.

O Flamengo e-Sports jogou ontem pela CCXP e foi a estreia do seu novo suporte. Você assistiu a partida? O que você achou?

brTT: Acho que ele vai dar um trabalho, hein… Deu uma trollada no primeiro game contra a IDM mas ele tinha chego um dia antes da Coreia e já foi jogar um campeonato sem treinar e ainda assim ganharam a partida. Mesmo sem eu estar na partida, o Juzinho é um ótimo jogador e quando começarmos a treinar juntos, vou poder falar melhor sobre ele.

Como foi a escolha do Luci para trazê-lo ao Flamengo? Você influenciou nessa decisão?

brTT: Com certeza. Eu sou a pessoa mais importante para cuidar dessa parte, já que ele vai ficar jogando do meu lado o dia inteiro, me ajudando, estando na mesma lane que eu, então tive sim que analisar bastante e creio que foi uma boa escolha e em breve colheremos muitos frutos por conta desse suporte.

O que você achou desse seu ano, em que você foi para o Flamengo, subiu com o time, foi vice-campeão do CBLoL. Como você avalia essa sua temporada?

brTT: Eu vejo um ano maravilhoso. Por mais que não tenhamos conseguido o título, ficamos muito chateados, claro, mas fizemos uma boa campanha. Subimos do Circuito, ficamos em 2° no CBLoL e acho que honramos a torcida rubro-negra, creio que isso é o mais importante e só continuarmos o bom trabalho que ano passado conquistaremos o título que o pessoal tanto merece.

O elenco do Flamengo de brTT para o próximo split do CBLoL será:

  • Leonardo “Robo” Souza (Topo)
  • Byeong-hoon “Shrimp” Lee (Caçador)
  • Bruno “Goku” Miyaguchi (Meio)
  • Felipe “brTT” Gonçalves (Atirador)
  • Gabriel “Juzinho” Nishimura (Atirador)
  • Han “Luci” Chang-hoon (Suporte)
  • Jordan “Grey” Corby (Head Coach)
  • Gabriel “Von” Barbosa (Coach)
  • Seong “Reven” Sang-hyeon (Analista)