Depois de um tropeço contra a China, o Brasil se recuperou nesta quarta-feira (17) ao vencer a Suécia por 3 jogos a 1 em confronto válido pela terceira rodada do Hearthstone Global Games, espécie de Copa do Mundo da modalidade. Com a vitória, a equipe formada por Thiago “Coglorin” Pontes e Cesar “Legolas” Pereira da paiN Gaming, Leo “leomane” Almeida da Big Gods e Paulo “Loxodontes” Ramos, da Keep Gaming segue com chances de classificação para a próxima fase do campeonato que reúne 48 países e é disputada por “seleções” de cada um dos países participantes.

No primeiro duelo entre Brasil e Suécia, tivemos um combate de ladinos entre Coglorin e Ostkaka, sueco que já foi campeão do mundo de Hearthstone em 2015. A diferença estava no deck de cada um, enquanto Coglorin apostava no famoso “Miracle Rogue”, Ostkaka optou por um baralho de missão, deck muito usado após o lançamento da expansão Un’Goro.

Mas a sorte estava do lado do brasileiro. Com um draw extremamente desfavorável para completar sua missão, Ostkaka se viu de mãos atadas para o ímpeto do deck de Coglorin, que no seu sétimo turno venceu a partida com tranquilidade, 1 a 0 Brasil.

No segundo confronto do dia, foi a vez do deck de Mago de LegolaS ter pela frente o “Silence Priest” do jogador Orange. Durante todo o duelo, o sueco ficou a frente do placar, mantendo os 30 de vida iniciais e fazendo seu baralho rodar.

A jogada chave da partida aconteceu quando LegolaS, que já havia perdido seu segundo “Bloco de Gelo”, e com apenas um ponto de vida, conseguiu comprar a carta Meteoro, limpando a mesa do seu adversário e em seguida conseguindo utilizar “Alexstrasza”, ficando assim com 15 pontos de vida e mais oito pontos de armadura, obtidos pela sua Barreira de Gelo, virando totalmente o cenário do jogo. A partir daí, Orange não tinha mais alternativas para conseguir vencer a partida e mesmo tendo 29 pontos de vida, desistiu da partida e viu o Brasil abrir 2 a 0 no confronto.

Na terceira partida do dia, Leomane com seu deck de Paladino murloc enfrentou o baralho de Guerreiro pirata de Powder. No duelo mais rápido do confronto entre Brasil e Suécia, Leomane nada pode fazer contra o aggro do deck do seu oponente, que com um draw muito favorável conseguiu fechar a partida em seu quinto turno, diminuindo a vantagem brasileira para 2 a 1.

No quarto jogo, tivemos Loxodontes com seu baralho de Guerreiro missão, enquanto o sueco Sjow optou por um “Aggro Druid” deck. E depois de um início ruim, Loxodontes conseguiu se reerguer na partida depois de ter apenas um ponto de vida.

A partir daí, um sucessão de bons draws para o brasileiro fez com que o jogo mudasse completamente. Abusando da armadura obtida pela carta “Ferreira de Armaduras”, Loxodontes foi conseguindo o tempo necessário para concluir sua missão e conseguir utilizar Sulfuras, depois disso foi questão de tempo para que o Brasil vencesse mais uma partida, colocando 3 a 1 no placar e vencendo a série contra a Suécia no Hearthstone Global Games.

Com a vitória, o Brasil agora depende apenas de si mesmo para se classificar para a próxima fase da competição. No entanto, o próximo compromisso do Brasil no Hearthstone Global Games acontece no dia 7 de junho, quando terá pela frente a líder do grupo Bulgária na competição.