Nessa segunda-feira (29), o treinador Peter Dun anunciou, por meio do seu Twitter pessoal, estar free agent. Com o fim do seu contrato com a equipe europeia da Splyce se aproximando, o head coach disse estar liberado para procurar novas oportunidades e estudar ofertas desde já.

Com 6 anos de carreira no League of Legends, Peter começou sua vida dentro do game já na season 1, trabalhando com a comunicação do time chinês Catastrophic Cruel Memory (CCM), atual Invictus Gaming, equipe que se encontra na final do Mundial 2018.

O treinador de 31 anos de idade já teve uma passagem gloriosa pelo Brasil. Em 2016, treinando a INTZ E-Sports, foi campeão dos dois splits, e garantindo a classificação da sua equipe para o Mundial, trabalhando como analista. Porém, Peter não encontrou muito sucesso atuando como head coach em 2017, quando foi derrotado para a Keyd Stars, atual Vivo Keyd, ficando com a terceira posição no primeiro split e sendo derrotado para a paiN Gaming na última metade do ano, onde também ficou com a terceira posição.

Comandando a equipe europeia da Splyce desde o início do ano de 2018, Peter foi escolhido como o melhor treinador do primeiro split da LCS EU, levando sua equipe ao terceiro lugar do torneio e vencendo o Rift Rivals ao lado da FNATIC e G2 Esports. No segundo split, a Splyce terminou com a 5°/6° posição ao ser derrotada para a Schalke 04 por 3-2. Com chances de ainda se classificar para o Mundial como seed 3, a equipe terminou em 3° ao ser derrotada para a G2, que viria a conseguir a vaga.

Protagonista de uma recente polêmica ao ceder uma entrevista sobre o cenário brasileiro, as chances do treinador voltar a comandar alguma equipe no cenário nacional são desconhecidas.