Anyone, mid laner da IDM Gaming e MVP do Desafiante (Foto: Mais e-Sports)

A Ilha da Macacada Gaming (IDM) fará sua estreia no CBLOL neste domingo (10) contra o Flamengo eSports, e o Mais e-Sports foi até a gaming-house de equipe conversar com o destaque da equipe, o mid laner Ruan “Anyone” Silva. O jogador brilhou no Circuito Desafiante e conquistou o título de MVP do torneio, além do absoluto carinho da torcida, ao roubar a cena com seu Kassadin, com quem subiu à elite por mérito.

O meio relatou à nossa reportagem o que espera sobre entrar no maior torneio de League Of Legends no Brasil. Ele contou que, apesar de estar com boas expectativas para o início do campeonato, a ficha ainda não caiu completamente: “eu me acostumei e não me acostumei ao mesmo tempo com a ideia de estar no CBLOL. Ainda é estranho estar aqui”, confessou, aos risos.

Veja também: Head Coach da IDM Gaming, Erickão fala sobre o 2° split do CBLOL 2018

Anyone conta agora com a oportunidade de jogar contra os melhores jogadores do Brasil, tanto em sua posição quanto nas outras, e se diz ansioso para jogar contra eles. “Minha meta é ser o melhor, e para ser o melhor, eu tenho que vencer dos melhores”, crava. O adversário mais esperado é Gabriel “Tockers” Claumann, da Vivo Keyd: “Ele é o melhor mid do Brasil. Eu quero jogar contra ele, porque quero provar que sou tão bom quanto ele ou melhor.”

A vitória de 3 a 1 no Circuito Desafiante, contra o favorito, Flamengo eSports, também foi comentada pelo mid laner. “Na hora que eu cheguei no Rio de Janeiro, pra disputar o playoff, eu não me via saindo de lá perdendo em nenhum momento. Foi muito legal e muito bom pra a gente ganhar do FLA, porque isso vai ficar marcado pra sempre no cenário de LoL, mas principalmente porque tinha gente falando que eles iam stompar a gente, que iam surrar a gente, que não ia nem ter jogo. Chegou na hora e provamos que não, saímos vitoriosos.”

Veja também: Cobertura – Jogos e Tabela do 2° split do CBLOL 2018

Questionado sobre sua tranquilidade no palco da Promo Arena, o mid relembra: “Na fase de grupos do Desafiante, eu estava um pouco nervoso, sim. Mas nos playoffs, presencialmente, eu esquecia de tudo e só jogava. Fiquei muito calmo e concentrado na hora de jogar”, conta. “Não sei se essa calma vai me acompanhar logo na primeira rodada, mas creio eu que ela apareça ao longo do CBLOL, sim.”

Anyone é simples sobre suas pretensões para a campanha no CBLOL. “Eu só penso em me manter nele. Não quero subir e fazer uma campanha onde eu vou ser rebaixado”, esclarece. O mid também prefere não fazer palpites sobre as equipes mais fortes antes do início. “Nos outros splits, estava tudo muito parelho, e o mais inesperado a ganhar foi campeão. Então eu não sei”, assume.

O segundo split do Campeonato Brasileiro de League Of Legends 2018 começa neste sábado, 9 de junho. O torneio reúne os oito melhores times da modalidade no Brasil em duas fases: a Fase de Pontos, com sete semanas de séries melhor de três, e as eliminatórias em escalada, com os cinco melhores colocados na primeira fase. Confira a cobertura completa do Mais e-Sports aqui.

Veja também: Tay fala sobre ida para o Top e INTZ no segundo Split do CBloL 2018