GambitChega ao publico hoje a notícia que o mid lanner Alex Ich decidiu sair do time. A Gambit se pronunciou sobre isso para explicar algumas coisas aos fãs.

“Em Março de 2014 Alex veio falar com a nossa gerência. O ponto por trás de seu pedido era que ele gostaria de evitar voos contrantes que tinham um impacto negativo com o seu estado físico e diminuía muito o tempo dele com sua família. É importante dizer que ele não tinha a intenção de sair da nossa organização e ficar de fora do Competitivo de League of Legends. Tendo em conhecimento o seu estado, nós decidimos aceitar seu pedido, e ambos os lados começaram a considerar as opções possíveis. A unica condição era que ele continuasse jogando em nossa equipe principal até o final da LCS Spring Split.

1) A Primeira opção era criar um segundo time com Alex em função disto. Isso permitiria ele minimizar sua carreira e também desenvolver novos jogadores, enquanto sofreria as consequências negativas mínimas. Além disso, Alexey poderia retornar ao nosso time principal em caso de uma necessário no intuito de conquistar nossos principais objetos, para ser mais específico, se qualificar para o Mundial e ter uma boa performance.

2) A solução mais complicada foi Alex e sua família se mudarem para Cologne. Nós não queremos chatear você com detalhes necessário para trazer essa opção mas é algo tangível.
No final, Alex decidiu sair da Gambit Gaming. Nossa jornada durou mais de 2 anos, e Alex foi um dos Top Players, suas skills nos trouxe várias vitórias. Nós gostaríamos de agradecer Alexey por sua contribuição no desenvolvimento de nosso time e organização e também desejar a ele sorte em seus futuros empreendimentos.”

alexichgambit

Agora, confira as palavras ditas por Alex Ich:

“Meu tempo na Gambit Gaming chegou ao fim. Eu desejo contar para vocês inúmeras razões que me induziram a tomar essa decisão.

Tudo começou a um ano e meio atras depois do Mundial da Season 2. Pelo menos, ai eu percebi as primeiras mudanças, mesmo pensando que poderiam ter começado bem antes. De repente nós paramos de ouvir uns aos outros. Cada um considerava a si mesmo como uma grande força, conscientes de todos os problemas dentro do jogo. Nós não ouvimos os concelhos vindo de outras lanes, porque nós nos considerávamos os Reis das nossas respectivas roles.

Mais tarde nós perdemos nossa paixão. Exatamente a mesma juventude apaixonada que acompanhava as vitórias da M5. Dives loucos, movimentos arriscados. Nós começamos a jogar como veteranos, cuidados e entediados. Se apenas tivéssemos produzido bons resultados… Mas não, tudo estava ficando cada vez pior. Devido ao nosso falta de disciplina e falta de opinião comum no nosso time, nós paramos de confiar uns aos outros ao fazer movimentos e preferíamos evitar correr riscos.

Nossa tentativa de contratar um analista produziu resultados piores: todos em nosso time estava tão acostumado a escutar a si mesmo que tinham dificuldade e sem nenhum significado para aceitar suas sugestões. Apesar disso, seu papel era importante: ele forneceu uma opinião de fora, prestou atenção em nossos problemas e tentou solucioná-los com Picks, percebendo que era impossível alterar nossas características.

Nós ignoramos várias de suas sugestões in nossa partida contra Roccat e consequentemente pagamos por isso.
Em nossa partida contra os Wolfs eu fiz oque pude para ajudar o time salvando o seu lugar na LCS, mesmo que nesse ponto eu já estivesse consciente que nossos caminhos iriam se separar. Não obstante, eu fiz o meu melhor nesses 2 jogos.
No último ano a Gambit me trouxe apenas frustrações. Depois da Katowice em 2013 nós não tínhamos mostrado nada de bom, nós jogávamos por jogar e não para vencer.

Nós passamos um ano inteiro em constantes viagens e voos. Nós não podíamos praticar decentemente por mais de 2 dias, que eram os 2 dias que tínhamos entre voos e dias de jogos. Eu praticamente não via minha família e não tinha a chance de passar tempo com eles. Assim que eu chegava em casa eu tinha a obrigação imediata de treinar, tempo é dinheiro. Tudo isso tem me exaustado e consumiu muita energia. Eu poderia lidar com isso se tivesse obtendo bons resultados. Mas desde a primavera de 2013 nosso jogo estava apenas piorando e ficou tão ruim ao ponto que nós tivemos que lutar pela vaga na LCS.

Com certeza, isso não veio apenas pelos voos, mesmo que isso tenha tido um papel muito importante. Nós perdemos motivação. Você pode perceber facilmente que nossas vitórias não traziam tanta diversão como traziam antigamente. Como eu havia dito antes, não havia paixão que é fundamental para a vitória.

Obrigado a todos que torceram pela Gambit Gaming e a mim. Eu quis realmente ganhar o Mundial com um time que eu fiz parte por mais de 2 anos.
Eles se tornaram uma família para mim. É difícil para mim deixar meus amigos, Kostantin e Edward – pessoas que me motivaram a jogar ultimamente. Obrigado a eles pelo que fizeram por mim e a Gambit. Eles realmente são ótimas pessoas que merecem muito respeito.

Algumas vezes você precisa fazer uma escolha, uma escolha difícil. Eu encontrei força e coragem para fazer isso agora, mesmo sabendo que eu já venho pensado nisso por um bom tempo.

Eu posso ser o elo mais fraco, e a minha saída pode ser decisiva para guiar a Gambit Gaming em uma vitória nesse Mundial, quem sabe. De qualquer forma, acontece para o melhor, lembrem-se disto. “

Tradução feita pela equipe do LOLNews.

Curtiu a postagem? Curta nossa página no Facebook!