Na última terça-feira (23), um garoto chamou a atenção de muitos influenciadores na internet, principalmente da comunidade de Fortnite. João Victor postou um vídeo no Twitter contando um pouco da sua história e pedindo contribuições para que pudesse comprar um PC Gamer.

João Vitor tem Fibromatose Hialina Juvenil, um distúrbio raro onde não há comprometimento do desenvolvimento mental nem dos órgãos, entretanto, é caracterizado por lesões na pele, retardo no crescimento, super crescimento das gengivas e vários nódulos ao longo do corpo. O garoto se considera um semi-profissional de Fortnite.

Com um ato de solidariedade, várias pessoas começaram a ajudar o menino, que em menos de 20 horas conseguiu atingir sua meta de R$5400 em uma vaquinha online. Entre as várias personalidades do cenário que o ajudaram estão os proplayers: Fábio “Faah” Resta (atuou pela INTZ durante a ESL Katowice Fortnite), Patrick “Blackoutz” Da Silva e Igor “Dk” Fernandes (ambos jogadores da Cloud9), o próprio head do Fortnite no Brasil Leao Carvalho, Ricieri  “Boi Selvagem” (ex-INTZ) e muitos outros.

Porém, a demonstração maior de empatia ficou por parte do sócio da CNB e CEO da Furia André Akkari, que propôs bancar todo o computador do garoto.

Até a KaBuM, uma das maiores varejistas do Brasil, se propôs a ajudar João. Akkari ainda brincou em uma publicação que poderia cancelar a vaquinha, pois ele iria bancar tudo. João não comentou sobre o que vai fazer com o dinheiro recebido, já que agora irá ganhar um computador totalmente novo.

Veja também: Qualificado para Copa do Mundo, Leleo assina com a Furia