Hoje o cenário coreano presenciou a vitória da SKT Telecom T1, que levantou o título pela terceira vez na história da organização, mas as caras marcadas nessa história são diferentes.Marin, Bang,Easyhoon e Wolf foram jogadores da antiga SKT T1 S, e os responsáveis, junto ao estreante Tom, por derrotar a GE Tigers na final e elevar a SKT T1 ao mais alto lugar do competitivo coreano.

            Essa é a segunda derrota em MD5 na história da organização GE Tigers, e essas duas derrotas acabaram custando o primeiro semestre a equipe que demonstrou ser a mais forte e consistente  nos primeiros meses do revitalizado cenário coreano. Afinal, o que aconteceu?

  • Gnar! e o impacto de Smeb!

      Smeb é um  jogador  com uma história antiga no competitivo, fracassando diversas vezes e sendo considerado uma piada em seu longo histórico, mas esse ano o jogador conseguiu demonstrar uma evolução impressionante. Smeb não é o melhor jogador de tanks, não é o melhor jogador de mages, e também não é o melhor jogador de  utility na top lane, ainda assim ele é incrivelmente consistente em toda essa grande diversidade de campeões, brilhando principalmente com Gnar.

       Gnar sofreu modificações durante os últimos patchs que reduziram a janela de tempo do Mega –Gnar, e isso afetou bastante a capacidade da GE Tigers de conseguir recuperar um jogo graças a um ultimate de milagroso de Smeb em 4/5 jogadores.Com outros campeões, Smeb tem um impacto muito menor dentro da partida, seus teleportes e sua pressão na fase de rota são bem menos eficientes, o que prejudica bastante a equipe.

       Gnar será visto cada vez mais no competitivo atualmente devido a sua sinergia brutal com o novo cutelo negro, mas esse patch não foi utilizado na final da LCK.

  • Juggermaw

A GE Tigers é a responsável pela popularização da famosa estratégia do Juggermaw, conhecida também como “proteja o Kog”. Pray é um dos melhores jogadores de Kog’Maw do mundo, seu posicionamento é  extremamente bom e isso faz com que o time confie muito nele para atuar com esse tipo de composição, mas a grande dificuldade dessa formação é que ela depende completamente de um campeão, que curiosamente não é o kog’maw:Lulu.

Vayne e Jinx podem substituir o Kog’maw com relativa eficiência, mas é extremamente complicado de substituir a Lulu, ela oferece capacidade de waveclear e de sobreviver a uma inversão de lane com tranquilidade, ao mesmo tempo que causa um bom dano justamente no momento que o ADC ainda não está em posição de carregar a partida, e a sua capacidade de proteger um único alvo é inigualável. Um banimento de lulu na fase de pick/bans e a mais eficiente composição da GE Tigers está inutilizada.

  • Champion Pool

Durante a temporada 2015 nós vimos diversos campeões aparecendo e tomando lugar no competitivo, e curiosamente esse tipo de modificações acabou destruindo a GE Tigers, que foi incapaz de se adaptar aos novos campeões.A equipe era famosa por ser brilhante na execução da Double ADC( Corki Bot,Ezreal mid), mas a criação do Titã Ardente e o retorno dos supertanks dificultou muito o sucesso dessa composição.

Kuro  foi responsável também por popularizar o uso de  Viktor e é um dos melhores do mundo com o campeão, mas devido a um bug com o spectate o campeão está banido do competitivo. Pray foi durante toda a temporada um monstro de Corki, mas o campeão também perdeu lugar no meta devido a sua dificuldade em lidar com tanks no late game.

As composições de Siege(Cerco), também muito utilizadas pela GE Tigers, perderam espaço graças ao retorno de campeões tem uma capacidade de iniciação brutal na jungle, como Gragas e Sejuani.Na jungle também temos outro problema da GE tigers, Lee, que se mostrou muito ineficiente em sua adaptação ao Titã Ardente e aos junglers mais tanks, o jogador parecia ser uma das maiores estrelas da jungle coreana mas foi absolutamente humilhado por Spirit na IEM Katowice e desde então não tem o mesmo sucesso.

  • Jogando atrás

   A Ge tigers conseguiu virar MUITOS jogos na temporada, conseguindo pegar jogadores fora de posição e forçando objetivos através disso, mas os times se adaptaram a esse estilo de jogo e se mantiveram mais próximos, causando situações ,como no segundo jogo da final, em que a tentativa de um pick sobre um jogador é logo transformada em uma team fight que resultou em um controle total do jogo por parte da SKT. Tentando forçar esses pickoffs a equipe acaba se expondo muito, e os adversários aprenderam a punir isso.

GE Tigers

 Sabendo de todas essas dificuldades da GE Tigers,  utilizando a sua vantagem estratégica dentro da própria MD5 (Afinal, se Easyhoon e Tom tivessem perdido um jogo, a SKT tinha “apenas”  Faker e Bengi esperando pacientemente ) e a já conhecida dificuldade com pressão dos adversários, a SKT T1 venceu o torneio e demonstrou que é o melhor time da Coreia.