Alanderson “4LaN” Meireles foi entrevistado pelo Mais e-Sports logo após a vitória da Team One contra a INTZ. A organização que surgiu da INTZ Genesis venceu novamente a sua “mãe” no CBLoL.

Se inscreva no canal do Mais e-Sports e não perca os próximos vídeos:

A INTZ teve uma vitória tranquila no jogo 1. Tem como explicar o que aconteceu?

“Cara, eu não acho que eles tenham jogado excepcionalmente. Eles jogaram muito bem, sim, sem cometer erros, todo o macro deles foi bem bonitinho. O que aconteceu foi que rolou um erro de comunicação comigo e o Verto no top. A gente sabia daquele gank mas tomamos mesmo assim. Perdemos a pressão no top, que era a nossa única lane de pressão.”

Você fez 0/11 de Jarvan no segundo jogo. Se sentiu carregado?

“Não acho que eu tenha jogado bem. Mas também não acho que eu fui totalmente carregado. Meu trabalho era ganhar o máximo de tempo possível para a minha backline¹ bater e para o Fiddlesticks zonear. Não conseguimos encaixar bem o Jarvan com o Fiddle, que era o intuito da composição. Eu só precisava entrar e ganhar tempo para o Lactea matar alguém. Mas entrar de Jarvan contra Kalista, Braum e etc… ai eu só mamo sabe?”

Esperava os picks de Evelynn e Gragas do Shini?

“A Evelynn eu esperava. A gente ia até banir pois esperávamos no último jogo. É um campeão que ele cheesa². Já treinamos contra ele e ele usou. Mas treinamos contra uma Evelynn muito boa esses dias e a gente sabia como lidar. A gente sabia o que tinha feito de errado contra a Evelynn.”

A composição foi feita para jogar contra a Eve?

“Cara… Pegamos Braum, Sejuani e Varus. Ele pegou Evelynn porque é louco.”

Como foi a confiança de vocês no Lactea para o jogo 3?

“Tivemos bastante confiança nele sim. Mas o Galio dá bastante dano, o combo dele tem tipo 800 a 900 de dano, bastante coisa. O Ornn também causa um pouco de dano. Então a composição não era só o Lactea dando dano, mas a composição era, sim, voltada para ele.”

Você roubou dois Barons hoje! Qual é o segredo?

“Durante a semana eu roubei muitos barons. Contra Kalista e Cho’Gath… tipo… uns 6. A pilha é que você tem de ter timing. Você tem de imaginar quanto eles querem combar, você usa seu smite junto e reza para Deus (risos).”

Foto: Riot Games

Como foi vencer o Absolut?

“Não tenho rancor nenhum. Tenho nada contra o Absolut. A única coisa chata é que ele é muito bom. É muito chato jogar contra ele, é impossível pegar ele na fight sabe? Só isso mesmo.”

Você comentou que o Lactea é mais inteligente que o Absolut. Porque?

“O Lactea tem um estilo de jogo mais safe pois ele vem da Coreia. Lá tem 40 minutos e o jogo está 2-2, sabe? Então ele é muito bom para pegar ondas de minions e ele sabe deixar algumas coisas de lado para pegar mais recurso.”

Ele está te ensinando muito?

“Estou aprendendendo muito. Ele é um gênio.”

Na próxima semana temos Team One vs Keyd. O que você espera?

“Vai ser muito difícil. Revoltinha sempre é um bom jogo. Gosto muito de jogar contra ele. Se eu não me engano… eu nunca perdi uma série para o Revolta. Só perdi um jogo pela Brave. Mas agora com o Exodia vai ser muito mais difícil.”

A Team One está evoluindo e pode surpreender de novo?

“Creio que sim. A gente ainda peca muito na comunicação. A gente fala mas não escuta em certos momentos. E isso afeta muito como em um gank no top ou outras situações do jogo em que a gente fala ‘o cara ta aí’ e acabamos morrendo mesmo assim. Enfim, acho que é mais comunicação mesmo.”

O que a Team One evoluiu da semana passada para essa semana?

“A gente só perdeu pra paiN porque eu não tive ‘bolas’ para vencer o jogo. E nesse jogo… melhoramos nisso! Tanto que no nível 2 eu já estava caçando o Gragas na jungle e etc.”

Algum recado final?

“Obrigado a todos que torcem. Desculpa aquele 0/11 de Jarvan que foi feio mas tava lá fazendo meu melhor. Continuem torcendo!”

backline¹: Durante uma luta temos a backline e a frontline. A backline são os campeões que se posicionam atrás, como os magos e os atiradores. A frontline são os campeões da linha de frente, como os tanks.

cheesa²: 4LaN verbalizou o termo ‘cheese‘ utilizado por jogadores profissionais. A palavra ‘cheese’ é utilizada para definir estratégias que são surpresas e inesperadas. Como o Pantheon que a CNB utilizou no jogo 1 contra a RED Canids. Foi um cheese da equipe.

Acompanhe a tabela, datas e horários dos jogos e tudo mais do CBLOL na Cobertura do Mais e-Sports.

*Entrevista realizada em parceria com Evelyn Mackus, repórter do Mais E-Sports.