INTZ, a organização conseguiu que conseguiu em 10 meses juntos dominarem o cenário e vencer a primeira etapa do CBLOL, e a XMA. Em 2015, vem sendo absoluta e conquistando fãs. Nesse guia iremos mostrar os pontos que fizeram a equipe que fez as promessas se tornarem realidade e estarem no topo do cenário competitivo. 

Trabalhar a organização em família

A principal característica da INTZ é, sem dúvidas, a sinergia que os jogadores tem ao entrar nos campos da justiça. E isso não se deve apenas a treinos. O ponto diferencial da equipe é tratar os jogadores como “filhos”, e sendo uma família, a direção e o time conseguem trabalhar em sincronia, facilitando o entrosamento dentro e fora de jogo. Esse apoio que a direção dá aos jogadores é fundamental em qualquer time que quer vencer, é um modelo a ser seguido por outras organizações.

Coragem para qualificar o time

Esse seria o ponto chave? Pois bem, desde que a INTZ optou por trocar seu Jungler – que na época foi contestada pela maioria dos torcedores – vem ganhando absolutamente tudo e sendo o “o time a ser batido” no Brasil. Após a chegada do Revolta, o time se encaixou e apresentou um jogo consistente, com ótimas movimentações, sinergia em time, e um estilo de jogo bastante agressivo. Nesta etapa, Revolta deu uma cara para o time, forçando bastante inversões e rotações inteligentes, fazendo o inimigo pensar mais rápido, acelerando e complicando o começo de jogo para o adversário. O jungler Revolta foi dado como o melhor jogador do primeiro split pela maioria das pessoas.

Dar oportunidade para promessas

Micao, jockster, tockers e yang eram jogadores que já mostravam ter talento e se destacavam em menores campeonatos, mas até chegar ao CBLOL eram jogadores que não tinham muita expressão e não eram tão conhecidos pela comunidade. Mesmo Micao e Jockster apresentando alguns jogos bons na antiga United, até então, poucas pessoas creditavam que eles poderiam brilhar em uma equipe tier 1. Jockster migrou da jungle para ser suporte para jogar ao lado do Ad Carry micão, aos poucos foram mostrando uma personalidade dentro de jogo e foram dando bastante trabalho na bot lane. Já tockers e yang que já jogavam juntos na Ace Zone e se conheciam bem, eram apenas promessas. Quando se juntaram com a experiência do Revolta mostraram a todos seu potencial. Talentos, experiência, e uma organização com todo suporte para seus jogadores. Sem dúvidas um dos maiores acertos da organização.

Vale ressaltar as duas outras equipes que fazem parte da INTZ. A equipe Red conseguiu a sua vaga no CBLOL após brigar no circuito desafiante, e já revela jogadores que poderão brilhar futuramente. Na outra equipe, a Blue, que ainda passa por reformulações, ainda tenta se firmar para talvez entrar no próximo ano como mais uma equipe da organização.

 

Planejamento

Dois empresarios que viram a oportunidade de entrar no mercado de e-Sports, estudaram muito antes de fundar a equipe. Em 20 de junho de 2014 a equipe foi fundada, e montaram uma estrutura com Gaming House, comunicação visual, e tudo de ponta como o padrão de equipes do meio. Em um post ainda em dezembro de 2014, a INTZ já dava um “spoiler” do que viria para frente. A equipe havia acabado de firmar contrato com os 5 jogadores, manager e treinador. “A filosofia da organização é realmente manter a line-up durante o maior tempo possível para que a sinergia como time seja cada vez maior”, como foi comprovado durante o ano de 2014 e agora com a base para 2015. “Ficamos felizes que ao longo do ano vocês começaram a acompanhar e torcer pela INTZ e todos os nossos players, que juntos e unidos batalharam e conquistaram uma evolução constante em 2014”.

Por fim, a meta da INTZ para o segundo split do cblol é conseguir a vaga para o Mundial de League of Legends. Após a inesperada derrota na Turquia, que acabou descartando a possibilidade de uma equipe brasileira participar do Mid Season Invitational, o foco da equipe é total em buscar a vaga no Mundial. E podem esperar uma INTZ mais do que nunca unida, com muita garra e com a sinergia de sempre. Quem ganha é o público, que sempre espera bons shows em Summoner’s Rift.

 

Ah, segue meu twitter! Eu costumo opinar bastante sobre o competitivo do League. Vamos trocar uma ideia =) http://www.twitter.com/kinhux