A primeira semana do Mundial foi simplesmente sensacional. Tivemos várias surpresas, resultados que ninguém poderia imaginar.

Tudo isso, fez com que a primeira semana de Mundial tenha sido inesquecível! Para deixar você ainda mais ligado e ansioso para os jogos da próxima semana, o Mais e-Sports separou uma lista de 10 coisas que fizeram desta semana ser considerada a melhor semana de estreia de todos os tempos!

1 – O Wildcard surpreendeu muito, e positivamente

A primeira participação de um time do Wildcard foi em 2013. Na época, a GamerGear.eu, que havia vencido a paiN Gaming na final para conquistar a vaga, venceu um jogo da TSM. No ano seguinte, a KaBuM surpreendeu, vencendo a Alliance na última partida da fase de grupos.

Ano passado, foi a vez da paiN Gaming conquistar duas vitórias, uma em cima da Flash Wolves e outra em cima da CLG.

Neste ano, o Wildcard já alcança a marca de 3 vitórias apenas na primeira semana. Geralmente, os times do Wildcard acabam surpreendendo no final da fase de grupos, mas neste Mundial eles surpreenderam no início da competição.

intz mundial 2016 de league of legends

No primeiro dia do Mundial tivemos a incrível vitória da INTZ, que gerou repercussão em todo o mundo. Durante a semana, a outra grande surpresa foi a Albus Nox vencendo a CLG no dia 3 e a G2 no dia 4. 

Na vitória da INTZ, o mais surpreendente foi como ela foi construída. Gabriel “Revolta” Henud aproveitou a vantagem que conseguiu com Felipe “Yang” Zhao e fez o top laner da INTZ snowballar na partida. O time conseguiu realmente vencer a EDG com boas jogadas pelo mapa e isso mostrou bastante a força do nosso cenário.

Veja: Análise da vitória da INTZ contra a EDG

2 – A Europa não está em uma boa fase

Os três times europeus não estão se dando muito bem neste Mundial. Até agora, apenas a H2k conseguiu uma vitória em cima da INTZ. O time de Konstantinos “FORG1VEN” Tzortziou perdeu também para a EDG e para a ahq.

Os outros times europeus tiveram resultados ainda piores. A Splyce e a G2 não conseguiram uma vitória.

Antes mesmo do Mundial começar, já se falava bastante que o NA estaria mais forte que a Europa nesta competição. Porém, estamos vendo uma Europa tendo resultados piores que os times do Wildcard.

3 – Nunca duvide da SKT

Muitos analistas estavam apontando que a SKT não vinha tão forte para este Mundial. Porém, o time até agora mostrou novamente que não veio para brincar. Mesmo já tendo perdido uma partida para a Flash Wolves, a SKT teve ótimos jogos em suas duas vitórias. Eles conseguiram ter controle total da partida contra a Cloud 9 e contra a I MAY.

Faker primeira semana do Mundial

Outro detalhe importante é o jungler Bae “Bengi” Seong-ung que fez uma excelente partida na estréia do time coreano, no dia 3, ele foi substituído por Kang “Blank” Sun-gu que atuou na vitória contra a I MAY e na derrota contra a Flash Wolves. Provavelmente veremos Bengi jogar novamente na segunda semana.

4 – Lee Sin está de volta

O Lee Sin ficou durante muito tempo como um campeão extremamente arriscado para se jogar na selva. Nos últimos dois anos, ele não vem aparecendo tanto como antigamente.

Com vários times banindo Rek’Sai e Nidalee, Lee Sin vem sendo o campeão mais escolhido pelos junglers neste mundial. O monge apareceu em 41.7% das partidas da primeira semana, seguido da Elise que apareceu em 37.5%.

Ele continua sendo um pick bem arriscado em certos momentos, mas o campeão abre um leque de possibilidades gigantescas. Quando falamos de Mundial, estamos falando dos melhores jogadores do mundo, com o Lee Sin, eles conseguem ser criativos e esbanjar suas mecânicas.

5 – TSM está mais forte do que nunca!

Nunca vimos uma TSM tão forte igual essa, podemos até mesmo dizer que a TSM atual é o melhor representante que o NA já enviou para o Worlds. Outro detalhe super importante é que a TSM está conseguindo impor um ótimo macro game, virando uma das grandes favoritas para alcançar um top 4 na competição.

A grande surpresa deste time é o jungler Dennis “Svenskeren” Johnsen. O jogador vem fazendo ótimos jogos com seu Lee Sin, tendo uma das melhores atuações dos junglers deste Mundial.

mata

6 – Mata está voando!

Quando eu assisti a primeira partida da Royal contra a TSM eu pensei na hora “o Mata está voando!!!”

Ele foi até o momento, o suporte mais impactante que nós tivemos neste Mundial. O seu Alistar utilizado contra a TSM simplesmente assustou a todos, a TSM estava assustada com a iniciativa que Mata tinha e como ele conseguia forçar as lutas no momento em que ele queria.

7 – Não existe time imbatível no Mundial

Até o momento TODOS os times perderam pelo menos uma única vez neste Mundial!

A Edward Gaming perdeu de cara para a INTZ, a ROX Tigers perdeu para a CLG que finalmente conseguiu jogar com seu Aurelion Sol.

A Royal Never Give Up era a equipe chinesa que apresentou melhores resultados, após abrir 2-0 vencendo a TSM e Splyce, o time perdeu para os coreanos da Samsung.

A SKT havia realizado dois jogos onde a vitória simplesmente não saiu de seu controle, mas contra a Flash Wolves isto não ocorreu! A equipe de Taiwan surpreendeu os coreanos e venceu a SKT, mostrando que realmente, não tem time imbatível neste Mundial.

8 – Sem inversões, o jogo ficou muito melhor para o espectador

Sempre foi extremamente chato assistir uma partida onde os dois times ficam rotacionando pelo mapa e evitando os conflitos no início do jogo. Com o fim das inversões, estamos vendo um início de jogo bem mais agressivo.

Os junglers estão gankando mais frequentemente e em ambas as lanes, abates no 1 versus 1 e no 2 versus 2 vem acontecendo.

Essa agressividade no início do jogo acelerou totalmente as partidas. No meta atual, um time não pode simplesmente jogar para estender o jogo até o ponto que ele deseja. A agressividade do inimigo não pode ser ignorada, fazendo com que os jogos fiquem ainda mais excitantes e rápidos.

Veja: Repercussão da vitória da INTZ pelo mundo

9 – Os times estão utilizando os seus reservas

No ano passado, a SKT provou a todos que um time de League of Legends não é composto apenas por 5 jogadores. O mid laner Lee “Easyhoon” Ji-hoon revezou a posição de mid laner com Lee “Faker” Sang-hyeok durante todo o ano e a equipe conseguiu ótimos resultados.

Neste Mundial, nós temos a I MAY, Edward Gaming e ahq utilizando dois mid laners diferentes na primeira semana.

westdoor

Já a Samsung, fez alterações na bot lane botando o suporte colocando  Jo “Core JJ” Yong-in para jogar no alugar de Kwon “Wraith” Ji-min.

A SKT também continua com sua estratégia de ter um elenco totalmente ativo na competição, o jungler Bengi substituiu Blank na estréia da bicampeã.

10 – A Coreia não está tão dominante como em 2015

Desde a Season 2 do League of Legends os coreanos vem simplesmente dominando o mundo. Após a inesperada derrota da Azubu Frost na final de 2012 para a TPA, os coreanos venceram todos os Mundiais.

Em 2013, a SKT mostrou Faker para o mundo. Em 2014, foi a vez de Mata reinventar totalmente a posição de suporte. No ano passado, a SKT mostra novamente o potencial de sua equipe perdendo apenas uma partida durante toda a competição.

Neste ano, os Coreanos não vem tendo vida fácil. A ROX perdeu para a CLG, a Samsung perdeu para a TSM e SKT perdeu novamente para a Flash Wolves.

A coreia ainda é a região mais forte, eles ainda tem os melhores times, as melhores comissões técnicas e os melhores jogadores. Porém, as outras regiões estão chegando cada vez mais próximo.

Veja: Bug no Cleanse já aconteceu duas vezes no Mundial