A dança das cadeiras atingiu em cheio a Red Canids. Com uma line-up praticamente toda modificada, a equipe que sofreu para se manter na elite do cenário de League of Legends brasileiros se reforçou como pode nesta janela de transferências e trouxe não só novos jogadores, como também o coach holandês Fayan “Gevous” Pertijs para a disputa do 1º split do CBLOL 2017.

Foram contratados: Felipe “brTT” Gonçalves, ex-paiN Gaming, Gabriel “tockers” Claumann, ex-INTZ e que deu entrevista ao Mais e-Sports, Carlos “Nappon” Rucker e Leonardo “Robo” Souza. Estes jogadores se juntaram a Felipe “Yoda” Noronha, Hugo “Dioud” Padioleau, Bruno “Brucer” Pereira e Gustavo “Sacyr” Rossi, remanescentes da line-up que disputou o último split do CBLOL de 2016.

O Mais e-Sports conversou com o dono da Red Canids, Felippe Corradini, sobre as contratações feitas até o momento e também sobre as expectativas desta line-up para a disputa do 1º  split do CBLOL 2017.  Confira a entrevista na íntegra:

Mais e-Sports: Felippe, a Red Canids contratou Robo, Nappon, brTT, Tockers e o coach Gevous. Você já tinha esse plano de mudar praticamente todo o time ou seguiu as opções que foram surgindo no mercado?

Felippe Corradini: Tínhamos ideia dos nossos objetivos e caminhos que gostaríamos de tomar para chegar la, apos a XLG tivemos mais clareza nas decisões a serem feitas. Diversos outros nomes foram cotados, inclusive de fora, mas as oportunidades do mercado nacional foram surgindo e optamos por essa line-up.

M: Com essas contratações, a Red Canids formou um time realmente competitivo, o que vai de encontro a entrevista dada para a Playboy, onde você havia afirmado que “a Red Canids não procura bons jogadores, a gente procura superestrelas”. O que você quis dizer de fato com aquela resposta?

F: Claramente vemos que não foi bem isso o que eu quis dizer naquela entrevista. Todas as nossas contratações para 2017 foram feitas com um único proposito: Ser campeões.

M: Na última quarta-feira (14), vocês anunciaram o Tockers, que é apontado como um dos principais mid-laners do Brasil. O elenco da Red já tem YoDa e Brucer para a posição, o ex-mid da INTZ chega para ser titular?

F: Os três estarão a disposição do novo técnico, que escolherá o que será melhor para o time.

M: A chegada do Tockers encerra o ciclo de contratações da Red Canids ou você segue atento ao mercado?

F: Para o primeiro split nosso time está fechado.

M: Outra contratação de peso da Red foi a do AD Carry brTT. Como você convenceu o jogador a vir para a Red, tendo em vista que o mesmo tinha outras propostas?

F: Sobre o brTT, tivemos uma conversa muito tranquila sobre os planos da RED de 2017, ele gostou muito da proposta, que vai muito além de apenas dinheiro. Temos certeza que o futuro dele aqui dentro é só o começo de uma grande jornada.

M: No último split, a Red precisou disputar o confronto dos desesperados contra a Big Gods e depois venceu a série de promoção contra a Genesis para se manter na elite do League of Legends brasileiro. Com esse elenco e com a chegada do coach que trará experiência internacional, qual é o objetivo da Red para o primeiro spilt?

F: Com esse time que formamos, aliado a toda a estrutura que a Red Canids dá aos nossos jogadores, entramos no 1º split do CBLOL para brigar pelo título. Diferente do que saiu naquela entrevista, queremos muito ser campeão do CBLOL. Quero aproveitar a oportunidade para agradecer aos nossos torcedores da matilha que se manteram firmes nas horas ruins e boas. E que vamos dar orgulho pra todos eles em 2017. #GoRED